Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Distonia

A distonia é caracterizada por contrações musculares involuntárias e espasmos incontroláveis, que são muitas vezes repetitivos, podendo causar posturas incomuns, estranhas e dolorosas.

Geralmente, a distonia muscular surge devido a um problema cerebral, no sistema nervoso, responsável por controlar o movimento muscular. Este problema no cérebro pode ser genético ou surgir como consequência de uma doença ou lesão como por exemplo, AVC, doença de Parkinson, pancada na cabeça ou encefalite.

A distonia não tem cura, mas os espasmos musculares podem ser controlados com o tratamento, que pode ser feito com injeções de toxina botulínica, conhecida como botox, remédios, fisioterapia e cirurgia. Veja como o botox atua.

Tipos de distonias

As distonias podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Distonia Focal

Afeta apenas uma região do corpo, causando contrações involuntárias e espasmos nos músculos afetados. Alguns exemplos são a Distonia Cervical, que afeta o pescoço, provocando sintomas como inclinação involuntária do pescoço para a frente, para trás ou para os lados, com dor e rigidez, ou Blefaroespasmo que afeta as pálpebras, causando fechamento incontrolável dos olhos.

  • Distonia Segmentar

Afeta duas ou mais regiões do corpo que estão interligadas, como é o caso da Distonia Oromandibular, que afeta a musculatura facial inferior, língua ou mandíbula, podendo causar sintomas como distorções faciais, incluindo caretas e lábio franzindo, e a abertura ou o fechamento da mandíbula para fora e para cima repetidamente.

  • Distonia Multifocal

Afeta duas ou mais regiões do corpo, que não estão interligadas, como o braço esquerdo e a perna esquerda, por exemplo, provocando contrações musculares involuntárias no grupo de músculos afetados.

  • Distonia Generalizada

Afeta o tronco e, pelo menos, duas outras partes do corpo. Geralmente tem início na infância ou adolescência e começa com contrações involuntárias em um dos membros, que depois se espalham para outras partes do corpo, como acontece na Distonia de Torção, que começa em um pé ou membro inferior e depois se espalha pelo corpo, podendo causar dificuldade para andar.

  • Hemidistonia

Um lado inteiro do corpo é afetado, causando espasmos involuntários e rigidez muscular em um lado do corpo.

Existe também a Distonia Neurovegetativa, que resulta de um desequilíbrio do sistema nervoso autônomo e do sistema neurovegetativo, que é responsável pelas ações involuntárias como os batimentos cardíacos ou a digestão, por exemplo.

Tratamento para distonia

O tratamento para distonia é feito sempre com indicação médica e pode envolver a injeção da toxina botulínica, também conhecida como botox, nos músculos afetados, a ingestão de remédios para controlar os espasmos musculares e, em alguns casos, cirurgia.

O tratamento tem como objetivo controlar as contrações musculares involuntárias e, consequentemente, melhorar a aparência do paciente e a sua qualidade de vida.

Leia mais sobre as várias opções de tratamento em: Tratamento para distonia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...