Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como aumentar o tamanho do pênis

O tamanho do pênis varia muito de homem para homem, assim como de país para país e, dessa forma, é difícil determinar um intervalo para avaliar se o tamanho do pênis pode ser considerado normal.

Por isso, a satisfação com o tamanho do órgão sexual depende principalmente do próprio homem e do meio onde cresce, já que, para um homem um pênis ereto de 13 cm pode ser considerado normal enquanto para outro é um tamanho pouco satisfatório.

Porém, para homens que desejam aumentar o tamanho do pênis, existem várias formas de tratamento, desde comprimidos, até bombas, exercícios e, em último caso, cirurgia. Em qualquer caso, deve-se sempre consultar um urologista antes de experimentar algum tratamento.

Como aumentar o tamanho do pênis

Qual o tamanho normal do pênis

Não existe um tamanho definido para considerar um pênis normal, no entanto, segundo um estudo feito a nível mundial, o tamanho médio do pênis flácido varia entre 5 e 13 cm, enquanto o pênis ereto varia entre 12 e 18 cm.

Em muitos casos, o tamanho do pênis flácido não determina o tamanho que terá durante a ereção e, por isso, muitos médicos só consideram opções de tratamento quando o tamanho durante a ereção não satisfaz o homem.

Veja quando é considerado um micropênis e como tratar o problema.

5 opções para aumentar o pênis

O tratamento para aumentar o tamanho do pênis normalmente é iniciado com as opções mais naturais como bombas de vácuo, comprimidos, aparelhos de alongamento e exercícios, porém, quando os resultados não são satisfatórios, ou o tamanho do pênis é muito pequeno, o urologista pode indicar a cirurgia.

1. Exercícios para fazer em casa

Os exercícios geralmente são a primeira opção de tratamento, já que não possuem contraindicações nem custo e podem apresentar alguns resultado. Alguns dos exercícios que oferecem melhores resultados incluem:

  1. Alongamento normal: segurar no corpo do pênis, 1 cm abaixo da glande, e depois esticar ligeiramente o pênis com força suficiente para o sentir esticando para fora, mas sem provocar dor. Manter a posição por 20 a 30 segundo e relaxar. Depois, repetir a técnica puxando o pênis para baixo, cima, direita e esquerda.
  2. Alongamento invertido: colocar o dedão das duas mãos 1 cm abaixo da glande e os outros dedos por baixo do pênis, para suportar o órgão. Depois, puxar ligeiramente a pele para trás com o dedão, mas sem mover os dedos que estão por baixo, até sentir a pele alongando, mas sem causar dor. Manter a posição por 20 segundos e relaxar. Por fim, repetir estes passos 5 a 7 vezes, descansando 5 segundos entre cada repetição.
  3. Alongamento rotativo: agarrar o pênis 1 cm abaixo da glande usando apenas o indicador e o polegar de uma mão e, a seguir, puxar ligeiramente o pênis para fora até sentir uma ligeira pressão. Por fim, rodar o pênis numa direção durante 10 a 15 segundos e, depois, na outra direção. Repetir estes passos 5 a 10 vezes, rodando 3 vezes para cada lado.

Normalmente, estes exercícios devem ser feitos com o pênis flácido ou semi-rígido, mas deve-se evitar fazer os exercícios com o pênis erecto, já que pode causar danos no corpo do órgão sexual.

2. Aparelhos de alongamento

Além dos exercícios, existem ainda alguns aparelhos que ajudam a alongar o pênis e que podem ser usados em casa durante alguns minutos. Este tipo de tratamento normalmente inclui um aparelho ou peso que é preso na base da glande do pênis e que faz pressão no corpo do pênis para que alongue.

Embora os resultados não sejam imediatos, com o uso contínuo, e após alguns meses é possível observar um aumento do pênis durante a ereção, já que o corpo vai se tornando mais alongado e, por isso, pode receber mais sangue.

No entanto, este tipo de aparelhos só deve ser utilizado após consultar o urologista, já que alguns, comprados em lojas online, podem criar força excessiva sob o pênis, resultando em possíveis lesões, que poderão acabar criando dificuldades na ereção, por exemplo.

3. Bombas de vácuo

As bombas de vácuo são uma ótima opção para aumentar o tamanho do pênis rapidamente, porém, seu efeito é curto já que funcionam por aumentar a quantidade de sangue no pênis durante a ereção no momento em que são usadas.

Assim, as bombas normalmente são indicadas para homens que pretendem apenas aumentar ligeiramente o tamanho ou grossura durante um curto período de tempo ou que precisam de ajuda para manter a ereção por mais tempo que o normal.

Para utilizar este tipo de bombas é muito importante ler as instruções do fabricante ou consultar o urologista, já que não o uso de pressão excessiva pode causar lesões no órgão sexual.

4. Comprimidos para aumentar o tamanho

Os comprimidos usados para aumentar o tamanho do pênis geralmente são os mesmo utilizado para tratar problemas de ereção no homem, como o Viagra, Cialis ou Levitra, por exemplo.

Este tipo de remédios aumenta a quantidade de sangue no pênis e, por isso, além de garantir uma ereção mais eficaz e duradoura também pode melhorar o tamanho e grossura do pênis, mas apenas enquanto o efeito do comprimido durar.

Embora sejam relativamente seguros, antes de usar os comprimidos deve-se consultar o urologista para identificar se existe algum problema de saúde que possa ser afetado pelo seu uso.

5. Cirurgia de aumento do pênis

A cirurgia para aumentar o tamanho do pênis deve ser considerada a última opção de tratamento, pois o resultado nem sempre é o esperado e podem, até, surgir deformidades, que acabam dificultando a ereção.

Assim, esta cirurgia normalmente só é pensada para casos de pênis com um tamanho muito pequeno, geralmente inferior a 4 cm. Confira como é feito este tipo de cirurgia e como é a recuperação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...