Urina preta: 8 principais causas (e o que fazer)

Atualizado em janeiro 2024

A urina preta normalmente acontece devido à ingestão de alimentos com corantes naturais ou artificias, como ruibarbo, fava, ameixa e sorvetes, por exemplo, mas também pode surgir devido ao uso de alguns medicamentos, como fenacetina, levodopa ou fenol.

No entanto, a urina preta também pode ser causada por problemas de saúde mais graves, como doença de Haff, problemas no fígado, doenças renais, rabdomiólise ou câncer de pele, que devem ser devidamente identificadas e tratadas.

Caso a urina preta persista por mais de 2 dias e/ ou seja acompanhada por outros sintomas, como dor intensa, rigidez nas articulações ou perda de peso sem causa aparente, é importante que o nefrologista ou urologista seja consultado para que sejam realizados exames que ajudem a identificar a causa da urina preta e, assim, seja possível iniciar o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 4

8 principais causas de urina preta

As principais causas de urina preta são:

1. Ingestão de alguns alimentos

Alguns alimentos podem deixar a urina mais escura devido à presença de corantes naturais ou artificiais, como o ruibarbo, as favas e a babosa, por exemplo, não sendo motivo de preocupação. 

Além disso, alimentos ricos em sorbitol, como maçãs, peras, pêssegos e ameixas, assim como alimentos sem açúcar como chiclete, sorvetes ou balas também podem alterar a cor da urina para preto quando consumidos em excesso. No entanto, quando o sorbitol está em quantidades muito elevadas também provoca dores de estômago, câimbras e diarreia.

O uso de panelas de cobre para cozinhar também pode provocar urina preta em alguns pessoas, especialmente nas que não conseguem metabolizar o mineral, eliminando-o em altas quantidades na urina, o que pode deixar a urina preta.

O que fazer: Caso a pessoa perceba que a urina ficou preta após refeição rica nesse tipo de alimentos, apesar de não ser preocupante, o recomendado é evitar o consumo desses alimentos, optando por outros que possam possuir características nutricionais ou semelhantes.

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Uso de remédios

O uso frequente de alguns remédios podem também resultar em urina preta e isso acontece normalmente como consequência do contato frequente com alguns químicos presentes nos medicamentos. Alguns dos remédios ou químicos que podem causar urina preta são:

  • Fenacetina: está presente em muitos analgésicos e quando usada frequentemente leva à destruição da hemoglobina no sangue, que é eliminado na urina, causando coloração muito escura;
  • Levodopa: é um remédio usado no tratamento Parkinson que contém L-dopa, podendo deixar a urina muito escura;
  • Fenol: esta substância normalmente entra no organismo pelo contato repetido com produtos desinfectantes ou de limpeza, sendo por isso recomendado utilizar luvas ao usar este tipo de produtos;
  • Laxantes: alguns contêm cáscara ou sene, duas substâncias que quando usadas em excesso podem deixar a urina muito escura;
  • Cloroquina e Primaquina: são remédios usados no tratamento da malária que podem causar urina preta, como efeito colateral;
  • Furazolidona, Metronidazol ou Nitrofurantoína: são antibióticos que podem alterar a cor da urina, podendo variar entre o vermelho escuro e o preto;
  • Metildopa: é um remédio para pressão alta que libera metabólitos na urina que, quando entram em contato com a água sanitária utilizada na limpeza do vaso sanitário, podem causar urina preta.

Em alguns casos, a iodopovidona, que é um líquido muito utilizado para limpar algumas feridas, quando usado em áreas muitos grandes de pele pode ser absorvido pelo corpo e eliminado na urina, causando a cor preta.

O que fazer: Quando a urina preta é causada por medicamentos, é recomendado consultar o médico que os indicou para que seja avaliada a possibilidade de troca do medicamento, ajuste da dose ou suspensão do uso.

3. Doença de Haff

A doença de Haff tem como um dos principais sintomas a urina preta e é uma doença rara causada por uma toxina biológica termoestável que pode ser encontrada em alguns peixes de água doce e crustáceos.

A presença dessa toxina no organismo pode provocar a destruição das células musculares, causando dor intensa, rigidez muscular e dormência, além de também alterar a cor da urina devido ao comprometimento dos rins. Conheça outros sintomas indicativos da doença de Haff.

O que fazer: Os sintomas da doença de Haff surgem algumas horas após o contato com a toxina. dessa forma caso surjam sintomas relacionados com a doença após o consumo de peixes ou crustáceos de água doce, é recomendado ir ao hospital mais próximo para que seja iniciado o tratamento, que consiste em hidratação e uso de analgésicos e diuréticos para ajudar a eliminar a toxina do organismo.

4. Rabdomiólise

A rabdomiólise é uma situação grave em que há a destruição das fibras musculares, o que pode acontecer devido à prática de atividade física muito intensa e de longa duração, intoxicação por bebidas ou medicamentos ou imobilização prolongada, por exemplo.

Devido à destruição das fibras musculares, os componentes presentes no interior das células ficam acumulados na corrente sanguínea, levando ao aparecimento de sintomas como fraqueza, urina escura, náuseas e vômitos, dor nas articulações e sensação de mal estar geral.

O que fazer: Em caso de suspeita de rabdomiólise, é importante que a pessoa vá ao hospital para que sejam feitos exames que confirmem o diagnóstico e avaliem a gravidade da condição. Em alguns casos, pode ser necessário que a pessoa fique no hospital para receber soro e medicação diretamente na veia e para ser monitorada, evitando complicações. Veja mais detalhes sobre a rabdomiólise.

5. Problemas no fígado

Algumas alterações no fígado, como cirrose e hepatite, por exemplo, podem também ter como sintoma a urina preta, isso porque nesses casos devido à alteração da função hepática, é possível que a bilirrubina não seja devidamente metabolizada para ser eliminada na urina, o que a deixa mais escura. Confira outros sintomas de problemas no fígado.

O que fazer: É importante consultar o clínico geral ou hepatologista para que seja feita uma avaliação e possa ser identificada qual alteração do fígado está relacionada com a urina preta. Assim, é possível ser indicado o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de remédios e mudança na alimentação de acordo com a causa.

6. Problemas nos rins

O comprometimento da função dos rins, seja devido a infecção ou por consequência de doenças, pode também resultar em urina escura, isso porque o processo de filtração e absorção dos rins fica alterado, o que pode deixar a urina mais concentrada e escura.

O que fazer: Nesse caso é recomendado consultar o urologista ou clínico geral para que seja feita uma avaliação dos sintomas e dos rins e, assim, ser possível identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado, que varia de acordo com a causa, podendo ser indicado o uso de antibióticos, no caso de infecção, uso de remédios diuréticos e anti-hipertensivos, e mudança nos hábitos alimentares, por exemplo.

Veja no vídeo a seguir algumas dicas de alimentação para quando se tem problemas nos rins:

youtube image - Dieta para tratar a insuficiência renal

7. Alcaptonúria

A alcaptonúria, também chamada de ocronose, é uma doença genética rara que também pode deixar a urina preta.

Isso porque há acúmulo no organismo de uma substância, o ácido homogentísico, devido à falta de uma enzima, podendo ser eliminada na urina, tornando-a escura.

Além disso, outros sintomas são de manchas escuras na parte branca do olho e ao redor da orelha, e rigidez das cartilagens.

O que fazer: A alcaptonúria não tem cura, no entanto o tratamento tem como objetivo aliviar os sintomas relacionados com a doença e promover a qualidade de vida da pessoa, podendo ser recomendado pelo médico o uso de anti-inflamatórios e analgésicos, sessões de fisioterapia e alterações na alimentação, sendo indicado aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina C. Veja mais detalhes do tratamento da alcaptonúria.

8. Câncer de pele

O câncer de pele pode também ter como um dos sinais e sintomas a urina preta, isso porque a melanina produzida em excesso, que é a substância responsável pela pigmentação da pele, pode ser eliminada na urina, que fica escura devido à oxidação da melanina presente quando entra em contato com o ar.

O que fazer: No caso de câncer de pele, é importante seguir as orientações de tratamento dadas pelo oncologista ou dermatologista, que pode envolver a realização de cirurgia para remover a lesão cancerígena presente na pele, seguida de sessões de quimio e radioterapia. Saiba mais sobre o tratamento para câncer de pele.