Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Bronquite na gravidez: sintomas, riscos e tratamento

A bronquite na gravidez é uma situação que pode trazer complicações para o bebê quando não é identificada e tratada de acordo com a orientação do médico, pois devido à inflamação das vias respiratórias pode haver diminuição do fornecimento de oxigênio para o bebê, o que aumenta o risco de parto prematuro, baixo peso ao nascer e atraso no crescimento do bebê no útero da mãe.

Os sintomas de bronquite são os mesmos da bronquite fora desse período, havendo tosse seca ou com catarro, dificuldade para respirar, falta de ar e desconforto no peito, sendo importante consultar o médico para que seja confirmado o diagnóstico e iniciado o tratamento mais adequado.

Bronquite na gravidez: sintomas, riscos e tratamento

Sintomas de bronquite na gravidez

Os sintomas de bronquite na gravidez são os mesmo da bronquite que acontece fora desse período, e surgem à medida que há a inflamação dos brônquios, resultando em tosse seca ou com catarro, falta de ar, dificuldade para respirar, cansaço, desconforto no peito e lábios arroxeados, por exemplo. Confira outros sintomas de bronquite.

É importante que o pneumologista ou clínico geral seja consultado assim que surgirem os primeiros sinais e sintomas indicativos de bronquite, pois assim é possível garantir que o bebê receba quantidades de oxigênio suficientes para que o seu desenvolvimento aconteça normalmente.

Possíveis riscos da bronquite na gravidez

Os riscos de bronquite na gravidez surgem quando o tratamento não feito adequado, o que pode diminuir o fornecimento de oxigênio para o bebê, o que aumenta o risco de complicações para o bebê, sendo os principais:

  • Maior risco de parto prematuro;
  • Bebê com baixo peso ao nascimento;
  • Risco de morte pouco antes ou depois do nascimento;
  • Atraso do crescimento da criança dentro do útero da mãe.

Existe a possibilidade da gestante ter que fazer uma cesárea de urgência numa crise de bronquite muito grave, como por exemplo, nos casos de infecção respiratória e internamento nos cuidados intensivos.

Bronquite na gravidez: sintomas, riscos e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para bronquite na gravidez tem como objetivo aliviar os sintomas e promover a saúde da mulher e do bebê. Assim, as recomendações do médico são:

  • Repousar;
  • Beber bastante líquidos para fluidificar e favorecer a eliminação de secreções;
  • Fazer uso de medicamentos indicados pelo obstetra, como remédios para baixar a febre, corticosteroides ou progesterona;
  • Fazer nebulizações com soro fisiológico ou medicamentos que promovem a dilatação dos brônquios;
  • Uso de remédios broncodilatadores em spray.

Além disso, em alguns casos o médico pode indicar que a mulher realize sessões de fisioterapia respiratória, que ajudam a melhorar o funcionamento dos músculos da respiração e a garantir o fornecimento de oxigênio para todo o corpo e para o bebê. Entenda como é feito o tratamento para bronquite.

Chá de limão para bronquite na gravidez

O chá de limão com mel é um excelente remédio caseiro para a grávida tomar durante uma crise de bronquite, pois o mel ajuda a acalmar a irritação provocada pela bronquite e o limão fornece vitamina C que ajuda a fortalecer o sistema imune.

Para preparar o chá de limão com mel, é necessário 1 xícara de água, a casca de 1 limão e 1 colher de sopa de mel. Depois de se colocar a casca do limão na água, deve-se deixar ferver e após fervida, deixar repousar durante 5 minutos, colocando o mel só depois e bebendo cerca de 2 a 3 xícaras do chá por dia.

Durante uma crise de bronquite, algumas grávidas podem sentir fortes dores abdominais porque ao tossir, a gestante está constantemente exercitando os músculos da barriga, o que causa mais dores e sensação de cansaço. Além disso, é normal que no final da gestação, entre as 24 e as 36 semanas, a gestante sinta mais falta de ar.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto:

Carregando
...