Para que serve a aveloz e como usar

fevereiro 2020

Aveloz, também conhecida por Árvore-de-São-Sebastião, cega-olho, coral-verde ou almeidinha, é um planta tóxica que vem sendo estudada para combater o câncer, uma vez que é capaz de eliminar algumas células cancerígenas, impedindo o seu desenvolvimento e reduzindo o tumor.

A Aveloz é uma planta nativa da África, mas que pode ser encontrada no nordeste do Brasil e que, normalmente, apresenta cerca de 4 metros de altura, tendo vários ramos verdes carnudos e poucas folhas e flores.

Seu nome científico é Euphorbia tirucalli e pode ser encontradas em algumas farmácias de manipulação e algumas lojas de produtos naturais sob a forma de látex. No entanto, é recomendado consultar um médico ou fitoterapeuta antes de consumir esta planta, pois é bastante tóxica quando não utilizada de forma adequada.

Para que serve 

Apesar da sua toxidade, as principais propriedades da Aveloz que já estão comprovadas pela ciência incluem sua ação anti-inflamatória, analgésica, fungicida, antibiótica, laxante e expectorante. Em relação a propriedade antitumoral são necessários mais estudos.

Devido às suas diversas propriedades, a Aveloz pode ser utilizada para auxiliar no tratamento de:

  • Verrugas;
  • Inflamação da garganta;
  • Reumatismo;
  • Tosse;
  • Asma;
  • Prisão de ventre.

Além disso, popularmente acredita-se que essa planta também pode ser útil contra o câncer de mama, embora os estudos não mostrem que seja realmente eficaz, sendo necessário mais pesquisas a esse respeito.

Modo de uso 

​O modo de uso da Aveloz deve ser sempre orientado por um médico, uma vez que a planta é bastante tóxica, podendo colocar em perigo a vida do paciente. A forma mais comum é a toma de 1 gota do látex diluído em 200 ml de água diariamente, pelo tempo determinado pelo médico.

Não é recomendado tomar esse remédio natural sem conhecimento médico porque pode causar graves lesões no corpo.

Efeitos colaterais e contraindicações

Os efeitos colaterais da Aveloz estão principalmente relacionados com o contato direto com a planta, podendo resultar em feridas graves, queimaduras, inchaço e, até mesmo, necrose dos tecidos. Além disso, quando em contato direto com os olhos pode causar ardência e destruir a córnea causando cegueira permanente, caso não haja atendimento médico imediato.

Quando o látex proveniente dessa planta é ingerido em excesso ou sem que seja diluído, pode haver vômito, diarreia, grave irritação dos tecidos do estômago e aparecimento de úlceras, por exemplo.

A Aveloz é contraindicada em qualquer caso em que seu uso não é indicado devido à sua elevada toxicidade, por isso é recomendado que seu uso só seja feito sob orientação médica ou do fitoterapeuta.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em fevereiro de 2020.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.