Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Glicosímetro: o que é, para que serve e como funciona

Dezembro 2020

O glicosímetro é um aparelho utilizado para medir os níveis de glicose no sangue, sendo principalmente utilizado por pessoas que possuem diabetes do tipo 1 e 2, já que permite saber quais os níveis de açúcar ao logo do dia.

Os glicosímetros podem ser facilmente encontrados em farmácias e o seu uso deve ser orientado pelo clínico geral ou endocrinologista, que irá indicar a frequência das medições da glicemia.

Glicosímetro: o que é, para que serve e como funciona

Para que serve

O uso do glicosímetro tem como objetivo avaliar os níveis de açúcar no sangue, sendo útil no diagnóstico de hipo e hiperglicemia, além de ser importante para verificar a eficácia do tratamento contra a diabetes. Assim, o uso desse aparelho é principalmente indicado para pessoas que foram diagnosticadas com pré-diabetes, diabetes do tipo 1 ou diabetes do tipo 2.

O glicosímetro pode ser utilizado várias vezes ao dia, podendo variar de acordo com a alimentação da pessoa e tipo de diabetes. Normalmente, pessoas pré-diabéticas e com diabetes do tipo 2 necessitam medir a glicose 1 a 2 vezes por dia, enquanto que pessoas com diabetes do tipo 2, que fazem uso de insulina, podem necessitar ter medição da glicose até 7 vezes por dia.

Apesar do uso do glicosímetro ser útil para o monitoramento da diabetes, é importante também que a pessoa faça exames de sangue de rotina para que seja verificado se há alguma sinal indicativo de complicação. Veja quais são os exames indicados para diabetes.

Como funciona

Os glicosímetros são aparelhos de fácil utilização, devendo o seu uso ser feito de acordo com a recomendação do clínico geral ou endocrinologista. O funcionamento do aparelho varia de acordo com o seu tipo, podendo ser necessário fazer um pequeno furo no dedo para medir os níveis de açúcar no sangue ou ser um sensor que faz as análises deforma automática, sem ser necessário coletar sangue.

Glicosímetro comum

O glicosímetro comum é o mais utilizado e consiste na realização de um pequeno furo no dedo da mão, com um aparelho semelhante a uma caneta que tem uma agulha em seu interior. Em seguida, deve-se molhar a fita reagente com o sangue e depois inserir no aparelho para que possa ser feita a medição do nível de glicose naquele momento. 

Essa medição é possível devido à uma reação química que ocorre na fita quando entra em contato com o sangue. Isso porque a fita pode conter substâncias que podem reagir com a glicose presente do sangue e levar à alteração da cor da fita, que é interpretado pelo equipamento.

Assim, de acordo com o nível da reação, ou seja, com a quantidade de produto obtido após a reação química, o glicosímetro é capaz de indicar a quantidade de açúcar circulante no sangue naquele momento.

FreeStyle Libre

O FreeStyle Libre é um tipo de glicosímetro mais recente e que consiste em um aparelho que deve ser colocado na parte de trás do braço, permanecendo por cerca de 2 semanas. Esse aparelho faz as medições dos níveis de glicose de forma automática, não sendo necessária a coleta de sangue, dando informações sobre a glicemia no momento, nas últimas 8 horas, além de também indicar a tendência da glicemia ao longo do dia.

Esse glicosímetro consegue verificar a glicemia de forma contínua, apontando quando é preciso comer algo ou usar a insulina, evitando hipoglicemia e prevenindo o desenvolvimento de complicações relacionadas com a diabetes descompensada. Saiba quais são as complicações da diabetes.

O equipamento é discreto e é possível tomar banho, frequentar a piscina e entrar no mar porque é resistente a água e ao suor, e por isso não precisa ser retirado até que fique sem bateria, após 14 dias de uso contínuo.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • SANTOS, Márcia M. A. Estudo de Caso - glicosímetro. 2013. Disponível em: <https://www.saude.pr.gov.br/sites/default/arquivos_restritos/files/documento/2020-05/estudocasoglicosimetro.pdf>.
  • ARGOLLO, Ana Paula B.; FAUSTINO, Tássia N.; FAUSTINO, Thaillan N.; PEDREIRA,, Larissa Chaves. Valores glicêmicos oferecidos pelo glicosímetro portátil, utilizando sangue de diferentes vias de coleta: estudo de validade . Rev Bras Ter Intensiva. Vol 22. 4 ed; 351-357, 2010
  • Métodos para avaliação do controle glicêmico. Sociedade Brasileira de Diabetes. 110-119, 2013-2014
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem