Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Síndrome de Asperger

​O tratamento para Síndrome de Asperger, consiste em sessões de psicoterapia 1 a 2 vezes por semana, com o objetivo ensinar o paciente a interagir com os outros, evitando o isolamento.

O tratamento deve começar logo após o diagnóstico, que geralmente ocorre entre os 4 e os 14 anos de idade, embora alguns casos sejam identificados mais tarde, na idade adulta.

Os pacientes com Síndrome de Asperger geralmente são inteligentes, mas têm um pensamento muito lógico e pouco emocional, e por isso tem muita dificuldade de relacionar com os outros, mas quando se estabelece uma relação de confiança com a criança, o terapeuta pode discutir e compreender o porquê de alguns comportamentos "estranhos" ajudando a identificar qual a estratégia mais adequada para cada caso.

A importância da família no tratamento da Síndrome de Asperger

A família deve saber qual é a estratégia que o terapeuta está utilizando para moldar o comportamento da criança, para poder complementar o tratamento dentro de casa. Por isso, após cada sessão de psicoterapia os pais podem pedir orientações ao psicólogo sobre como agir e como corrigir o filho em determinadas situações.

O que fazer para ajudar a criança com Síndrome de Asperger

Alguns exemplos do que os pais e professores podem fazer para ajudar ajudar a criança ou adolescente com Síndrome de Asperger são:

  • Dar ordens simples, curtas e claras à criança. Por exemplo: "Guarde o quebra-cabeça dentro da caixa, depois de brincar" e não: "Guarde os seus brinquedos, depois de brincar";
  • Perguntar à criança o porquê da forma que está agindo no momento da ação;
  • Explicar de forma clara e calma que a atitude "estranha", como falar um palavrão ou jogar algo em outra pessoa, é desagradável ou não é aceitável pelos outros, para que a criança não repita o erro;
  • Evitar julgar a criança pelos comportamentos que tem, evitando chamá-la de mal educada ou burra, por exemplo.

Além disso, o terapeuta pode prescrever antidepressivos, como Nortriptilina ou Sertralina, que ajudam a diminuir os sintomas da Síndrome de Asperger e a facilitar a psicoterapia.

Na maior parte dos casos, as crianças com Síndrome de Asperger apresentam comportamentos estranhos, como fazer barulhos enquanto estudam ou bater na mesa enquanto comem, ou comportamentos pouco corretos, como jogar os papéis de bala no chão enquanto comem, porém, estes comportamentos não são de propósito e a criança não tem noção de que está sendo mal-educada ou incomodando alguém.

Normalmente, as crianças com Síndrome de Asperger não são capazes de focar a sua atenção em mais de uma atividade ao mesmo tempo, e no que diz respeito aos sentimentos, a criança, embora saiba que está feliz, não é capaz de compreender que a outra pessoa possa estar triste. Ela não "vê" os sentimentos dos outros, podendo dar a impressão que não se preocupa com os pais, irmãos ou amigos.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...