Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Como tomar spirulina para emagrecer (e outras indicações)

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
setembro 2022

A spirulina ajuda a emagrecer porque ela aumenta a saciedade devido à sua alta concentração de proteínas e nutrientes, fazendo com que o corpo funcione melhor e a pessoa não tenha vontade de comer doces, por exemplo. Alguns estudos indicam que a spirulina pode melhorar o metabolismo das gorduras e da glicose, reduzindo a gordura acumulada no fígado e protegendo o coração.

A spirulina é um tipo de alga utilizada como suplemento nutricional devido ao fato de ser uma excelente fonte de vitaminas, minerais e antioxidantes, sendo considerada atualmente um super alimento, o que proporciona diversos benefícios para a saúde.

Essa alga está disponível na forma de pó e em cápsulas, podendo ser ingerida com um pouco de água ou na mistura de sucos ou batidos. Tanto o pó como o suplemento pode ser adquirido em lojas de produtos naturais, farmácias, lojas online e em alguns supermercados.

Imagem ilustrativa número 1

Spirulina ajuda a emagrecer?

Alguns estudos indicam que a spirulina juntamente com uma alimentação saudável pode favorecer a perda de peso, já que pode funcionar como um inibidor do apetite e controlar a saciedade, pois é rica em fenilalanina, um aminoácido precursor do hormônio colecistoquinina, que determina o nível de saciedade do estômago.

Além disso, a spirulina aparentemente pode ter efeito sobre a leptina, um hormônio que ajuda a diminuir o apetite e a queimar gordura. Dessa forma, sua ação depurativa ajuda a limpar e desintoxicar o organismo, acelerando o metabolismo.

Outros estudos sugerem que a spirulina ajuda a diminuir o tecido adiposo devido à sua capacidade de desacelerar o processo inflamatório que acontece em uma pessoa com síndrome metabólica e, além disso, é responsável por inibir uma enzima que é responsável pela produção de ácidos graxos no organismo.

Como tomar spirulina

A quantidade de spirulina recomendada por dia é de 1 a 8 gramas (1000 mg a 8000 mg por dia), dependendo de qual for o objetivo:

  • Como suplemento: 1 g por dia;
  • Para baixar o peso: 2 a 3 g por dia;
  • Para ajudar no controle do colesterol: 1 a 8 gramas por dia;
  • Para melhorar a performance muscular: 2 a 7,5 g por dia;
  • Para ajudar a controlar a glicemia: 2 g por dia;
  • Para ajudar no controle da pressão arterial: 3,5 a 4,5 g por dia;
  • Para o tratamento da gordura no fígado: 4,5 g por dia.

A spirulina deve ser tomada de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista, podendo ser consumida em dose única ou fracionada em 2 a 3 doses ao longo do dia, sendo recomendado o seu uso pelo menos 20 minutos antes das principais refeições (café da manhã, almoço ou jantar).

Além disso, é recomendado que a spirulina seja consumida por um máximo de 3 meses. Após esse período, deve-se interromper o seu uso por cerca de 1 mês, podendo voltar a consumir depois desse tempo, caso seja recomendado.

Possíveis efeitos colaterais e contraindicações

O consumo da spirulina pode causar náuseas, vômitos e/ou diarreia e, em casos raros reações alérgicas. É importante não ultrapassar as doses recomendadas desse suplemento para evitar os efeitos colaterais.

A spirulina deve ser evitada por pessoas com fenilcetonúria, pois contém elevados níveis de fenilalanina, ou por pessoas que possuem problemas relacionados com esse aminoácido. Além disso, não deve ser utilizada durante a gravidez, período de aleitamento e por crianças, uma vez que não se consegue os seus efeitos.

Informações nutricionais

A tabela a seguir indica o valor nutricional da spirulina por cada 100 gramas, as quantidades podem variar dependendo da espécie e do cultivo da planta:

ComponenteQuantidade em 100 gramas de spirulina
Calorias280 kcals
Proteína60 a 77 g
Gorduras9 a 15 g
Carboidratos10 a 19 g
Ferro38–54 mg
Cálcio148–180 mg
β-caroteno0.02–230 mg
Magnésio270–398 mg
Zinco5,6 -5,8 mg
Manganês2,4- 33,3 mg
Cobre500-1000 mcg
Vitamina B1256 mcg
Pseudovitamina B12*274 mcg
Clorofila260-1080 mg

* É importante observar que a pseudovitamina B12 não pode ser metabolizada no organismo, portanto o seu consumo não aumenta os níveis de vitamina B12 no sangue, sendo importante que as pessoas veganas ou vegetarianas levem isso em consideração.

Para que serve a spirulina

A spirulina serve para prevenir e tratar diversas doenças, como hipertensão, dislipidemia, rinite alérgica, anemia, diabetes e síndrome metabólica, já que é uma alga rica em vitaminas e minerais, clorofila, proteínas de alta qualidade, ácidos graxos essenciais e antioxidantes.

Além disso, possui compostos que são imunoestimulantes, como a inulina e a ficocianina, que possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e anti-tumorais. Essa alga também pode ter um papel importante para o tratamento de transtornos neurológicos e da artrite. Confira mais benefícios da spirulina.

Por ser um superalimento e trazer benefícios para todo o organismo, a spirulina pode ser indicada em diversas fases da vida e na prevenção e tratamento de doenças, especialmente em casos de obesidade, gordura localizada, prevenção de envelhecimento e recuperação muscular de praticantes de atividade física. Conheça outros superalimentos para enriquecer a sua dieta.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em setembro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • DINICOLANTONIO, James et al. Effects of spirulina on weight loss and blood lipids: a review. National Library of Medicine. Vol.7. 1.ed; 2020
  • EDWARDS Sarah; DA COSTA Inês et al. Phytopharmacy an Evidence-Based Guide to Herbal Medicinal Products: Spirulina. 1. United Kingdom: WILEY, 2015.
Mostrar bibliografia completa
  • NGO-MATIP Marthe-Elise; PIEME Constant et al. Impact of daily supplementation of Spirulina platensis on the immune system of naïve HIV-1 patients in Cameroon: a 12-months single blind, randomized, multicenter trial. Nutritional Journal. 14. 2015
  • SIMPORE Jaques; PIGNATELLI Salvatore et al. The effects of Spiruline on the immune functions of HIV-infected undernourished children. Journal of Infection in Developing Countries. 2. 1; 112-117, 2007
  • EXAMINE.COM. Spirulina. Disponível em: <https://examine.com/supplements/spirulina/>. Acesso em 12 jun 2019
  • COSTA Eronita. Nutrição & Fitoterapia. 2º. Brasil: Vozes Ltda, 2011. 226-228.
  • Mansoreh Ghaeni et al. Review for Application and Medicine Effects of Spirulina, Spirulina platensis Microalgae. Journal of Advanced Agricultural Technologies. 3. 2; 114-117, 2016
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • 5 PASSOS para EMAGRECER fácil, rápido e de vez

    13:28 | 27958 visualizações