Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é sinusopatia, sintomas, diagnóstico e tratamento

A sinusopatia, mais conhecida como sinusite, é uma doença que acontece quando os seios nasais ficam inflamados e isto leva à formação de secreções que obstruem a mucosa do nariz e as cavidades ósseas da face. Os sintomas da sinusopatia podem ser dor de cabeça tipo pressão, presença de catarro esverdeado ou amarelado, tosse e febre e na maioria das vezes estão associados a outras doenças como asma e rinite alérgica.

Geralmente, a sinusopatia é causada por vírus responsável pela gripe, porém também pode ser provocada por infecção por bactérias e fungos, sendo que nestes casos a sinusopatia pode ser crônica, ou seja, persiste por mais de oito semanas.

O tratamento é indicado por um otorrinolaringologista e depende da causa e da gravidade da sinusopatia, no entanto, consiste principalmente na lavagem nasal com soro fisiológico e remédios para aliviar os sintomas, podendo ser recomendado o uso de antibióticos para pessoas com sinusopatia bacteriana. Veja mais como fazer a lavagem nasal para sinusite.

O que é sinusopatia, sintomas, diagnóstico e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas da sinusopatia frequentemente aparecem após uma situação de gripe, resfriado ou crise de rinite e podem ser:

  • Dor de cabeça;
  • Aumento da sensibilidade ao redor das bochechas, olhos e testa;
  • Nariz entupido;
  • Tosse;
  • Catarro amarelo ou verde;
  • Olfato reduzido;
  • Febre.

Em alguns casos, a sinusopatia pode ser confundida com algum problema dentário, porque também pode provocar dor de dente e mau hálito. Nas crianças, os sinais de sinusopatia também podem incluir irritabilidade, dificuldade para se alimentar e respiração pela boca na maior parte do tempo.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico de sinusopatia pode ser feito por um clínico geral, mas mais frequentemente é realizado pelo otorrinolaringologista através do exame físico e análise dos sintomas de uma pessoa, no entanto, poderá ser recomendado a realização de alguns exames, como a nasofibroscopia, que serve para avaliar a cavidade nasal e outras estruturas, por meio de um tubo fino com uma câmera em sua extremidade. Saiba mais como é feito a nasofibroscopia.

O médico também poderá solicitar a exames como a tomografia computadorizada, pois é considerada a melhor técnica de imagem para diagnosticar a sinusopatia, pois é possível observar as estruturas da face, presença de secreções e espessamento ósseo das paredes dos seios nasais. O raio X, hoje em dia não é mais tão utilizado, pois não é capaz de mostrar imagens precisas dos seios da face, porém ainda pode ser indicado por alguns médicos.

Além disso, o médico pode pedir ainda um exame de microbiologia, caso existam sinais e sintomas indicativos da sinusopatia ser consequência de infecção por fungos ou bactérias. Esse exame é feito através da coleta da secreção nasal que é enviada para o laboratório com o objetivo de identificar qual o microrganismo que está causando a sinusopatia. Na maioria das vezes, o exame microbiológico é indicado para pessoas que não respondem ao tratamento convencional e que têm episódios recorrentes desta condição.

Quais os tipos

A sinusopatia é uma inflamação dos seios nasais, que são cavidades ósseas na face, podendo afetar os dois lados do rosto, chamados de sinusopatia bilateral e podem ser classificadas de acordo com a parte afetada, como:

  • Sinusopatia etmoidal: ocorre quando a inflamação na região em volta dos olhos;
  • Sinusopatia esfenoidal: é o processo inflamatório da parte que fica atrás dos olhos;
  • Sinusopatia frontal: acontece nos casos em que a inflamação afeta a as cavidades da região da testa;
  • Sinusopatia maxilar: consiste na inflamação dos seios que se localizam na maça do rosto.

Muitas vezes, a sinusopatia pode aparecer em várias partes do rosto, pois estas estruturas estão muito próximas uma das outras e isto pode gerar dores mais intensas na cabeça.

Além disso, essa condição pode ser aguda, que é quando a sinusopatia dura menos de 4 semanas e é causada, principalmente, por vírus e também pode ser crônica em que a sinusopatia persiste por 8 a 12 semanas. Confira mais o que é sinusite crônica e os sintomas.

Opções de tratamento

O tratamento para sinusopatia depende da área afetada, da gravidade dos sintomas e das causas, mas geralmente consiste na realização de lavagem nasal com soro fisiológico, pois isto ajuda a eliminar as secreções e a hidratar a mucosa do nariz. Pode ser recomendado o uso de sprays descongestionantes para desentupir o nariz, antialérgicos, analgésicos, anti-inflamatórios e, em alguns casos, corticoides. 

Quando o médico confirma que a sinusopatia é causada por bactérias, irá receitar antibióticos, que podem ser a amoxicilina, azitromicina ou claritromicina, que devem ser usados por um período de no mínimo de 7 dias ou de acordo com a recomendação do médico, mesmo que os sintomas desapareçam. Alguns remédios naturais podem ser usados para melhorar os sintomas da sinusopatia, como inalar vapor de eucalipto. Confira mais outros tipos de remédios caseiros para sinusite.

Além disso, o médico poderá indicar o tratamento cirúrgico nos casos em que a pessoa não responde ao tratamento com os medicamentos indicados, quando houver piora do quadro clínico como aumento da secreção e obstrução nasal, ou quando a sinusopatia está associada a alguns sintomas persistentes de problemas no pulmão.

Possíveis causas

A sinusopatia é uma doença provocada pela inflamação dos seios nasais que leva a obstrução e inchaço destas cavidades ósseas da face e pode ser causada por alergias respiratórias, como a rinite alérgica, que fazem com que o nariz não consiga realizar suas funções de forma adequada, contribuindo para a entrada de vírus e bactérias nesta região. 

Além disso, existem outros fatores que podem levar ao aparecimento de sinusopatia como uso de cigarros, imunidade baixa, infecções de origem dentária e asma. Veja mais o que é asma e os principais sintomas.

Veja um vídeo com dicas importantes de como fazer remédios caseiros para melhorar sintomas de sinusopatia:

Bibliografia >

  • BELL, G. W.; JOSHI, B. B.; MACLEOD, R. I. Maxillary sinus disease: diagnosis and treatment. Br Dent J. Vol.210. 113-118, 2011
  • ESTEVÃO, Débora B.; MEIRELLES, Roberto C. Rinossinusite Crônica. Brazilian Journal of Health and Biomedical Sciences. Vol.11, n.3. 56-61, 2012
  • STEPHENS, Joanna C.; SALEH, Hesham A. Evaluation and treatment of isolated maxillary sinus disease. Curr Opin Otolaryngol Head Neck Surg. Vol.21, n.1. 50–57, 2013
  • NATIONAL HEALTH SERVICE. Sinusitis (sinus infection). Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/sinusitis-sinus-infection/>. Acesso em 09 Jan 2020
  • HARVARD HEALTH PUBLISHING. What to do about sinusitis. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/diseases-and-conditions/what_to_do_about_sinusitis>. Acesso em 09 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem