Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios para hepatite

O tratamento para a hepatite depende do tipo de hepatite que a pessoa apresenta, assim como os sinais, sintomas e evolução da doença, podendo ser feito com remédios, alteração no estilo de vida ou em caos mais graves, pode ser necessário realizar um transplante de fígado.

A hepatite consiste numa inflamação do fígado, que pode ser causada por vírus, medicamentos ou devido a uma reação exacerbada do sistema imune. Saiba tudo sobre hepatite.

Remédios para hepatite

1. Hepatite A

Não existe tratamento específico para a hepatite A. Geralmente, o organismo elimina o vírus causador da hepatite sozinho sem ser necessária a administração de medicamentos.

Assim, é muito importante descansar o máximo de tempo possível, porque esta doença deixa a pessoa mais cansada e com menos energia, controlar as náuseas características deste tipo de infecção, comendo maior número de refeições, mas com menos quantidade em cada uma e beber muita água para evitar a desidratação que pode ocorrer em períodos de vômito.

Além disso, deve-se também evitar ao máximo o consumo de álcool e medicamentos, porque estas substâncias sobrecarregam o fígado e dificultam a cura da doença.

2. Hepatite B

O tratamento para a hepatite B, depende do estágio em que está a doença:

Tratamento de prevenção após exposição ao vírus

Caso a pessoa saiba que foi exposta ao vírus da hepatite B e não tem a certeza se foi vacinada, ela deve consultar o médico o mais rápido possível, de forma a prescrever uma injeção de imunoglobulinas, que deve ser administrada dentro de um período de 12 horas após exposição ao vírus, o que pode ajudar a prevenir o desenvolvimento da doença. 

Além disso, caso a pessoa ainda não tenha recebido a vacina contra a hepatite B, deve fazê-lo simultaneamente à injeção de anticorpos.

Tratamento para hepatite B aguda

Se o médico diagnosticar uma hepatite B aguda, significa que é de pouca duração e que cura por ela própria e por isso pode não ser necessário qualquer tratamento. No entanto, em casos severos, o médico pode aconselhar um tratamento com remédios antivirais ou pode haver casos em que é recomendado o internamento hospitalar.

Além disso, é importante que a pessoa descanse, se alimente corretamente e beba bastantes líquidos.

Tratamento para hepatite B crônica

A maioria das pessoas diagnosticadas com hepatite B crônica, precisam de fazer tratamento para toda a vida, que vai ajudar a reduzir o risco de doença no fígado e a prevenir a transmissão da doença para outras pessoas.

O tratamento inclui medicamentos antivirais, como entecavir, tenofovir, lamivudina, adefovir e telbivudina, que ajudam a combater o vírus e a diminuir a sua habilidade para danificar o fígado, injeções de interferon alfa 2A, que ajudam a combater a infecção e em casos mais severos pode ser necessário realizar um transplante de fígado.

Saiba mais sobre o interferon alfa 2A humano. 

3. Hepatite C

A hepatite C também pode ser tratada com remédios antivirais, como ribavirina associada a interferon alfa 2A humano, de forma a eliminar o vírus por completo até um máximo de 12 semanas, depois de completar o tratamento. Veja mais sobre a ribavirina.

Os tratamentos mais recentes incluem antivirais como simeprevir, sofosbuvir ou daclatasvir, que podem ser associados com outros medicamentos.

Se a pessoa desenvolver complicações sérias decorrentes de uma hepatite C crônica, pode ser necessário recorrer a um transplante de fígado. Mesmo assim, o transplante não cura a hepatite C, porque a infecção pode voltar e por isso deve ser realizado um tratamento com remédios antivirais, de forma a evitar danos no novo fígado.

4. Hepatite autoimune

Para evitar danos no fígado ou diminuir a atividade do sistema imune sobre ele, devem ser usados medicamentos que reduzam a sua atividade. Geralmente, é realizado um tratamento com prednisona e depois pode ser associada azatioprina.

Quando os medicamentos não são suficientes para impedir o desenvolvimento da doença, ou quando a pessoa sofre de uma cirrose ou falência hepática, pode ser necessário realizar um transplante de fígado.

5. Hepatite alcoólica

Caso a pessoa sofra de hepatite alcoólica, deve parar imediatamente de ingerir bebidas alcoólicas e nunca mais voltar a beber. Além disso, o médico pode aconselhar uma dieta adaptada para corrigir problemas nutricionais que podem ser causados pela doença.

O médico pode ainda recomendar remédios que reduzem a inflamação do fígado como corticoides e pentoxifilina. Em casos mais severos, pode ser necessário realizar um transplante de fígado.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar