Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode causar parada cardíaca súbita

A parada cardíaca súbita acontece quando a atividade elétrica do coração deixa de acontecer e, por isso, o músculo não consegue contrair, impedindo que o sangue circule e chegue nas outras partes do corpo.

Assim, e embora possa parecer semelhante, a parada cardíaca súbita é diferente do infarto, já que neste último caso o que acontece é que um pequeno coágulo entope as artérias do coração e impede que o músculo cardíaco receba o sangue e oxigênio necessário para funcionar, levando à parada. Veja mais sobre o infarto e porque acontece.

Pessoas que sofrem uma parada cardíaca súbita geralmente desmaiam de imediato e deixam de apresentar pulso. Quando isso acontece, deve-se chamar imediatamente a ajuda médica, ligando o 192, e iniciar a massagem cardíaca para substituir a função do coração e aumentar as chances de sobrevivência. Veja como fazer a massagem no vídeo a seguir:

Apesar de ainda serem precisos mais estudos sobre a parada cardíaca súbita, a maior parte dos casos parece acontecer em pessoas que já tinham algum tipo de alteração cardíaca, especialmente arritmias. Assim, a comunidade médica indica algumas causas que podem aumentar o risco deste problema:

1. Arritmia

A maior parte das arritmias cardíacas não provoca risco de vida e permite uma boa qualidade de vida quando o tratamento é feito de forma adequada. No entanto, existem casos mais raros onde pode surgir uma arritmia de fibrilação ventricular, que é maligna e que pode causar parada súbita do coração.

Possíveis sintomas: as arritmias normalmente causam sensação de nó na garganta, suores frios, tonturas e falta de ar frequente. Nestes casos, deve-se ir ao cardiologista para avaliar a arritmia e descobrir o seu tipo. Entenda melhor o que é a arritmia e quando pode ser grave.

Como tratar: o tratamento normalmente é feito com medicamentos, no entanto pode ser preciso fazer cirurgia em alguns casos para restabelecer o ritmo normal do coração. Fazer consultas e exames regulares com o cardiologista é a melhor forma de manter a arritmia controlada e evitar o surgimento de complicações.

2. Doença coronariana

Vários casos de parada cardíaca súbita acontecem em pessoas que têm doença coronariana, que acontece quando as artérias apresentam placas de colesterol que dificultam a passagem do sangue para o coração, o que pode acabar afetando o músculo cardíaco e o ritmo elétrico.

Possíveis sintomas: cansaço ao realizar tarefas simples como subir um lance de escadas, suores frios, tonturas ou náuseas frequentes. Veja como identificar e tratar a doença coronariana.

Como tratar: o tratamento deve ser orientado por um cardiologista de acordo com cada caso, mas na maioria das vezes inclui a prática regular de atividade física, uma alimentação saudável e remédios para controlar a pressão ou a diabetes, por exemplo.

O que pode causar parada cardíaca súbita

3. Excesso de estresse ou exercício

Embora seja uma das causas mais raras, o excesso de estresse ou a prática de exercício físico muito intensa também podem causar uma parada cardíaca súbita. Isso acontece especialmente em quem já tem antecedentes de doenças cardíacas devido ao aumento dos níveis de adrenalina ou diminuição dos níveis de potássio e magnésio no organismo, que afetam a atividade elétrica do coração.

Possíveis sintomas: quando existe excesso de adrenalina pode surgir aumento da frequência cardíaca e, por isso, é muito comum sentir palpitações frequentes. Já na falta de potássio e magnésio é mais comum surgir cansaço excessivo, tremores, nervosismo e dificuldade para pegar no sono.

Como tratar: geralmente é necessário fazer suplementação com magnésio ou potássio para equilibrar os níveis destes minerais no corpo.

4. Estilo de vida sedentário

O estilo de vida sedentário é um fator que aumenta muito o risco de qualquer tipo de problema cardíaco, incluindo o desenvolvimento de uma parada cardíaca súbita. Isso acontece porque a falta de exercício leva ao aumento de peso e consequente aumento de esforço para o coração.

Além disso, pessoas com estilo de vida sedentário também têm maior tendência para apresentar outros maus hábitos, como fumar, beber bebidas alcoólicas em excesso ou fazer uma alimentação mais rica em gordura e carboidratos, o que acaba aumentando o risco de qualquer problema cardíaco.

Como tratar: para evitar o sedentarismo deve fazer-se exercício físico moderado pelo menos 3 vezes por semana e por 30 minutos. Isso significa fazer uma caminhada em ritmo moderado ou participar em outras atividades físicas como ir na academia, fazer hidroginástica ou participar em aulas de dança. Confira 5 dicas simples para tentar combater o sedentarismo.

É possível prever a parada súbita?

Ainda não existe um consenso médico sobre se é possível, ou não, prever o desenvolvimento de uma parada cardíaca, sabendo-se apenas que os sintomas surgem repentinamente e o coração para de bater.

No entanto, alguns estudos indicam que mais de metade das pessoas que sofreram de parada cardíaca súbita apresentaram até alguns dias antes sintomas como dor no peito constante, sensação de falta de ar, tonturas, palpitações, cansaço excessivo ou náuseas, por exemplo.

Assim, se existir algum sintoma deste tipo, e que não melhora em algumas horas, deve-se consultar um clínico geral ou cardiologista, especialmente se existir histórico de algum problema cardíaco, devendo-se fazer um eletrocardiograma para avaliar a atividade elétrica do coração.

Quem tem maior risco

Além das causas anteriores, as pessoas com maior risco de parada cardíaca súbita normalmente apresentam fatores como:

  • Histórico de doença cardíaca na família;
  • Ter pressão alta e colesterol alto;
  • Ter obesidade.

Nestes casos, é sempre importante fazer consultas regulares no cardiologista para avaliar a saúde do coração e avaliar se existe alguma doença que precise ser tratada.

Bibliografia >

  • NARAYAN, Sanjiv M. et al. New Concepts in Sudden Cardiac Arrest to Address an Intractable Epidemic. Journal of the American College of Cardiology. Vol.73, n.1. 70-88, 2019
  • PENNSYLVANIA DEPARTMENT OF HEALTH. Sudden Cardiac Arrest Fact Sheet. 2012. Disponível em: <https://www.health.pa.gov/topics/Documents/School%20Health/2012%20SCA%20fact%20sheet.pdf>. Acesso em 31 Dez 2019
  • NATIONAL HEART, LUNG AND BLOOD INSTITUTE. Sudden Cardiac Arrest. Disponível em: <https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/sudden-cardiac-arrest>. Acesso em 31 Dez 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ARRITMIAS CARDÍACAS. POR QUE TANTOS JOVENS TÊM MORTE SÚBITA CARDÍACA?. Disponível em: <https://sobrac.org/publico-geral/wp-content/uploads/2014/04/release-set-01.pdf>. Acesso em 31 Dez 2019
  • SIEBRA, Felipe B. A.; FEITOSA-FILHO, Gilson S.. Morte Súbita em Atletas: Fatores Predisponentes e Preventivos. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Vol.6. 184-190, 2008
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem