Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve a Metildopa

Atualizado em Maio 2019

A metildopa é um remédio disponível nas doses de 250 mg e 500 mg, indicado para o tratamento da hipertensão, que age diminuindo os impulsos do sistema nervoso central que aumentam a pressão arterial.

Este remédio está disponível em genérico e com o nome comercial Aldomet, e pode ser comprado em farmácias, mediante apresentação de receita médica, por um preço de cerca de 12 a 50 reais, dependendo da dose e da marca do medicamento.

Para que serve a Metildopa

Como usar

A dose inicial usual de metildopa é de 250 mg, duas ou três vezes ao dia, nas primeiras 48 horas. A partir daí, a dose diária deve ser definida pelo médico, em função da resposta da pessoa ao tratamento.

A metildopa pode ser usada para a pressão alta na gravidez?

Sim, a metildopa é considerada segura para ser usada na gravidez, desde que indicada pelo médico.

A hipertensão acontece em cerca de 5 a 10% das gestações e, em alguns casos, as medidas não farmacológicas podem não ser suficientes para controlar o problema. Nestes casos, a metildopa é considerado um medicamento de eleição para o tratamento das desordens hipertensivas e da hipertensão crônica na gravidez. Saiba mais sobre o tratamento da pressão alta, inclusive na gravidez.

Qual o mecanismo de ação

A metildopa é um medicamento que age diminuindo os impulsos do sistema nervoso central que aumentam a pressão arterial. 

Quem não deve usar

A metildopa não deve ser usada em pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, com doenças no fígado ou que estejam a fazer tratamento com medicamentos inibidores da monoaminoxidase.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais que podem ocorrer durante o tratamento com a metildopa são sedação, dor de cabeça, tontura, hipotensão ortostática, inchaço, náuseas, vômitos, diarreia, ligeira secura da boca, febre, congestão nasal, impotência e diminuição do desejo sexual.

A metildopa dá sono?

Um dos efeitos colaterais mais comuns que pode ocorrer com a ingestão de metildopa é a sedação, por isso, é muito provável que algumas pessoas sintam sono durante o tratamento. No entanto, este sintoma é geralmente transitório.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem