Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a hepatite alcoólica, principais sintomas e tratamento

A hepatite alcoólica é um tipo de hepatite causada pelo uso prolongado e excessivo de bebidas alcoólicas que ao longo do tempo provoca alterações no fígado e leva ao aparecimento de sintomas como fortes dores abdominais, náuseas, vômitos e perda de apetite, por exemplo.

A hepatite alcoólica aguda tem cura, na maioria dos casos, desde que a pessoa deixe de beber álcool e faça o tratamento com remédios receitados pelo hepatologista ou clínico geral, de forma a evitar complicações graves, como a cirrose ou a insuficiência hepática.

O que é a hepatite alcoólica, principais sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os principais sinais e sintomas da hepatite alcoólica podem incluir:

  • Dor abdominal do lado direito;
  • Pele e olhos amarelados, situação chamada de icterícia;
  • Inchaço do corpo, especialmente na barriga;
  • Perda de apetite;
  • Cansaço excessivo;
  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Aumento do fígado e do baço, que pode ser percebido através do aumento do volume abdominal.

Normalmente, pessoas que apresentam sinais e sintomas de hepatite alcoólica e que não iniciam o tratamento adequado, possuem uma taxa de sobrevivência de 6 meses após o surgimento dos primeiros sintomas. Por isso, é muito importante consultar o hepatologista o mais rápido possível sempre que surgem sintomas de problemas no fígado.

Diagnóstico da hepatite alcoólica

O diagnóstico da hepatite alcoólica é feito por um hepatologista ou clínico geral através de exames laboratoriais, como dosagem de enzimas que avaliam a função do fígado e hemograma completo. Além disso, o médico pode recomendar a realização de exames de imagem, como a ultrassonografia abdominal, para verificar se há alterações no fígado e no baço.

Além dos exames, o médico deve levar em consideração no momento do diagnóstico o histórico do paciente, sendo importante saber se a pessoa fazia uso de bebidas alcoólicas, frequência e quantidade.

Como é feito o tratamento

O tratamento para hepatite alcoólica deve ser orientado por um hepatologista ou gastroenterologista, e pode variar de acordo com a gravidade da doença. Uma das principais indicações no tratamento da hepatite alcoólica é a abstinência do álcool, pois assim há diminuição da inflamação do fígado, aliviando os sintomas e evitando a progressão da doença.

No entanto, as principais formas de tratar a hepatite alcoólica incluem:

1. Abstinência ao álcool

Parar de consumir bebidas alcoólicas, abandonando o alcoolismo, é o principal passo para tratar a hepatite alcoólica. Em muitos casos, há uma melhora significativa da inflamação e do acúmulo de gordura no fígado, que algumas vezes pode ser suficiente para curar a hepatite.

No entanto, em outros casos, a inflamação pode apenas melhorar, com a persistência da doença hepática, sendo necessária a associação de outros tratamentos pelo médico. Mesmo nestes casos, o abandono do consumo do álcool é fundamental para que a doença progrida mais lentamente e para aumentar o tempo de vida.

Saiba mais sobre as principais doenças provocadas pelo álcool.

2. Cuidados com a alimentação

É comum existir uma desnutrição, com falta de calorias, proteínas e vitaminas, nas pessoas portadoras de hepatite alcoólica.

Desta forma, é muito importante a orientação do nutricionista, que poderá indicar uma dieta rica em calorias necessárias, que devem ser cerca de 2.000 kcal por dia, a ingestão de aminoácidos e proteínas e a suplementação de vitaminas e minerais como tiamina, ácido fólico, vitamina A, vitamina D, piridoxina e zinco, por exemplo. 

Veja no vídeo a seguir algumas recomendações:

DIETA PARA HEPATITE

131 mil visualizações

3. Uso de medicamentos

Alguns medicamentos específicos podem ser indicados pelo médico para o tratamento da hepatite alcoólica, como corticoides, que têm uma ação anti-inflamatória, protegendo as células do fígado contra a ação tóxica do álcool.

Outros medicamentos com ação imune, como o anti-TNF, ou circulatórias, como Pentoxifilina, podem ser indicados. Além disso, remédios como ácido ursodesoxicólico, S-Adenosil-L-Metionina e Fosfatidilcolina parecem ter efeitos hepatoprotetores.

Outras terapias têm sido testadas ou podem ser reservadas para casos específicos de hepatite alcoólica, e devem ser sempre indicadas pelo gastro ou hepatologista.

4. Transplante do fígado

Podem ser candidatos ao transplante hepático os pacientes que têm uma doença hepática que atinge uma fase avançada, que não melhoram com o tratamento clínico ou que evoluem para insuficiência do fígado e cirrose.

Para entrar na fila do transplante, é indispensável abandonar o consumo do álcool e hábitos como o fumo. Saiba como é a recuperação do transplante de fígado e os cuidados necessários.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE HEPATOLOGIA. Programa de Educação Médica Continuada - Hepatopatia alcoólica: patogênese e tratamento. Disponível em: <http://www.sbhepatologia.org.br/fasciculos/7.pdf>. Acesso em 08 Jul 2019
  • MATOS, Luís et al. Hepatite alcoólica aguda - Artigo de revisão. Jornal Português de Gastrenterologia. Vol 20. 4 ed; 153-161, 2013
  • MANUAL MSD. Doença hepática alcoólica. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/dist%C3%BArbios-hep%C3%A1ticos-e-biliares/doen%C3%A7a-hep%C3%A1tica-alco%C3%B3lica/doen%C3%A7a-hep%C3%A1tica-alco%C3%B3lica>. Acesso em 08 Jul 2019
  • SOUTH-PAUL, Jeannette E.; MATHENY, Samuel C.; LEWIS, Evelyn L. CURRENT: Medicina de Família e Comunidade. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. pp. 368-370.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem