Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glutationa: o que é, quais as propriedades e como aumentar

Abril 2020

A glutationa é uma molécula constituída pelos aminoácidos ácido glutâmico, cisteína e glicina, que é produzida nas células do organismo, sendo, por isso muito importante ingerir alimentos que favoreçam essa produção, como ovos, legumes, peixe ou frango, por exemplo.

Este peptídeo é muito importante para o organismo, pois exerce uma forte ação antioxidante, importante para a proteção das células do estresse oxidativo, e tem ainda um papel muito importante na biotransformação e eliminação de substâncias químicas do organismo.

Glutationa: o que é, quais as propriedades e como aumentar

Quais as propriedades

A glutationa é responsável por exercer as seguintes funções no organismo:

  • Exerce ação anti-oxidante, responsável por neutralizar os radicais livres responsáveis por causar danos oxidativos nas células. Dessa forma, ajuda na prevenção de doenças como diabetes e câncer e na prevenção do envelhecimento precoce;
  • Participa na síntese de proteínas;
  • Participa na síntese de DNA;
  • Fortalece do sistema imunológico;
  • Ajuda o fígado e a vesícula biliar a eliminar gorduras;
  • Participa na biotransformação e eliminação de toxinas do organismo.

Como aumentar a produção de glutationa

A glutationa pode estar reduzida em períodos de estresse, má alimentação e pode ainda diminuir com o envelhecimento. Por isso, é muito importante consumir alimentos que favoreçam a sua produção no organismo. 

Para aumentar a produção de glutationa, é importante consumir alimentos ricos em enxofre, que é um mineral essencial para a sua síntese e que faz parte da estrutura dos aminoácidos que a compõem: a metionina e a cisteína. Estes aminoácidos podem ser encontrados em alimentos como carnes, peixe, ovos, couve flor, legumes, cebola, alho, couve de Bruxelas e brócolis, por exemplo,

Além disso, os alimentos com vitamina C, como frutas cítricas, papaia, kiwi e morangos, também contribuem para o aumento da glutationa, já que a vitamina C tem um importante papel na manutenção dos seus níveis por também participar no combate aos radicais livres.

Embora o organismo produza glutationa, ela também pode ser encontrada disponível em alimentos como abacate, aspargos, espinafres. Porém, estes alimentos não são tão eficazes para o aumento de glutationa no organismo porque ela é dificilmente absorvida, além de poder ser destruída quando se cozinham os alimentos.

Suplementos com glutationa

Além da alimentação, existe a alternativa que fazer uma suplementação com glutationa, que se pode justificar em casos em que os níveis deste peptídeo estejam baixos.

Uma outra forma de suplementar a glutationa é através da ingestão de suplementos de Whey proteín, que consiste em proteínas isoladas do leite que contêm os aminoácidos precursores da glutationa.

Bibliografia >

  • SCHMITT, Bernard. Effects of N-acetylcysteine, oral glutathione (GSH) and a novelsublingual form of GSH on oxidative stress markers: A comparativecrossover study.. B. Schmitt et al. / Redox Biology. Vol.6. 198-205, 2015
  • ORTHOMOLECULAR PRODUCTS. L-Glutathione. 2017. Disponível em: <https://www.orthomolecularproducts.com/assets/1/30/OMPI-L-Glutathione_PDN-A.pdf>. Acesso em 09 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem