Flunarizina (Vertix): para que serve e como tomar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
fevereiro 2022

A flunarizina é um remédio indicado para o tratamento da labirintite, tontura ou cãibras nas pernas, pois age diminuindo a entrada excessiva de cálcio nas células do sistema vestibular, responsável pelo equilíbrio, e melhorando o fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos do cérebro e de outras partes do corpo.

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias na forma de comprimidos de 10 mg ou solução em gotas de 5 mg/mL, com o nome de referência Vertix. Além disso, a flunarizina também pode ser encontrada na forma de genérico sob a designação “dicloridrato de flunarizina” ou com os nomes similares Flunarin, Vertigium ou Vertizan, por exemplo.

A flunarizina deve ser usada com indicação médica nas doses e pelo tempo de tratamento orientado pelo médico.

Para que serve

A flunarizina é indicado para tratamento de distúrbios do equilíbrio, doenças cerebrovasculares ou doenças dos vasos sanguíneos periféricos, como:

  • Tontura ou vertigem;
  • Doença de Meniére;
  • Labirintite;
  • Dificuldade de atenção ou concentração;
  • Aterosclerose cerebral;
  • Sequelas de traumas no cérebro;
  • Sensação de cãibras nas pernas durante atividade física;
  • Síndrome de Raynaud;
  • Doença vascular inflamatória oclusiva;
  • Doenças cerebrais onde se verifica perda de memória, alterações no sono e alterações do comportamento;
  • Alterações sanguíneas que afetam a circulação dos pés e mãos devido a complicações da diabetes.

Além disso, esse remédio pode ser indicado para a prevenção de enxaqueca com ou sem aura, que são alterações na visão, como a presença de uma nuvem esbranquiçada e até pequenos pontos brilhantes no campo de visão.

A flunarizina deve ser usado somente com indicação e orientação médica com doses individualizadas de acordo com a condição a ser tratada.

Como usar

A flunarizina deve ser usada por via oral, sendo que as doses variam de acordo com sua apresentação, e incluem:

1. Flunarizina comprimido de 10 mg

O comprimido de flunarizina deve ser tomado por via oral com um copo de água, antes ou após uma refeição.

As doses normalmente recomendadas da flunarizina para adultos são de 1 comprimido de 10 mg, à noite, antes de deitar. Essa dose pode ser aumentada pelo médico para até 2 comprimidos de 10 mg por dia, tomados em doses divididas, de manhã e à noite, de acordo com a gravidade dos sintomas.

Geralmente, o tratamento com a flunarizina varia de acordo com a condição a ser tratada podendo variar de 2 semanas a 6 meses, conforme orientação médica.

2. Flunarizina gotas de 5 mg/mL

A flunarizina gotas deve ser usado por via oral, de preferência à noite ao deitar, sendo indicado para adultos ou crianças com mais de 18 meses de idade, sendo que as doses dependem da idade ou do peso, e incluem:

  • Adultos: a dose normalmente recomendada é de 10 mg, que corresponde a 40 gotas, uma vez ao dia;
  • Crianças com menos de 40 Kg: a dose normalmente recomendada é de 5 mg, que corresponde a 20 gotas, uma vez ao dia;
  • Crianças com mais de 40 kg: a dose normalmente recomendada é de 5 a 10 mg, que corresponde a 20 a 40 gotas, uma vez ao dia.

O uso da flunarizina deve ser feito com indicação do médico ou do pediatra, que pode orientar as doses e o tempo de tratamento.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com a flunarizina são sonolência, cansaço excessivo, dor de cabeça, insônia, irritabilidade, depressão, tremor, tromboflebite, náusea, boca seca, ganho de peso ou problemas de visão.

Geralmente, os efeitos colaterais da flunarizina melhoram com a interrupção do tratamento em um intervalo de tempo variável de 2 semanas a 6 meses.

Além disso, embora seja raro, a flunarizina pode causar pesadelos, alucinações ou depressão com pensamentos suicidas, sendo importante comunicar imediatamente ao médico se surgirem esses efeitos colaterais.

Quem não deve usar

A flunarizina não deve ser usada por mulheres grávidas ou em amamentação, na fase aguda do AVC, ou por pessoas que tenham doenças cardíacas descompensadas, doenças infecciosas graves, depressão grave ou sintomas de parkinsonismo, como tremor, rigidez muscular ou lentidão.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas que tenham alergia à flunarizina, cinarizina ou qualquer outro componente da fórmula.

A flunarizina na forma de comprimidos não deve ser usada por crianças ou adolescentes. Já a flunarizina gotas não deve ser usada por crianças com menos de 18 meses de idade.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em fevereiro de 2022. Revisão clínica por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Vertix comprimido de 10 mg (dicloridrato de flunarizina). 2009. Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/17413.pdf>. Acesso em 08 fev 2022
  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Vertix gotas 5 mg/mL (dicloridrato de flunarizina). 2016. Disponível em: <https://www.ache.com.br/wp-content/uploads/application/pdf/bula-paciente-vertix-gotas.pdf>. Acesso em 08 fev 2022
Mostrar bibliografia completa
  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Vertix gotas 5 mg/mL (dicloridrato de flunarizina). 2016. Disponível em: <https://www.ache.com.br/wp-content/uploads/application/pdf/bula-paciente-vertix-gotas.pdf>. Acesso em 14 fev 2022
  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Vertix comprimido de 10 mg (dicloridrato de flunarizina). 2009. Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/17413.pdf>. Acesso em 14 fev 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.