Doença do silicone: o que é, sintomas e tratamento

maio 2022

Doença do silicone é um termo utilizado para descrever alguns sintomas que podem surgir em pessoas com próteses mamárias de silicone, como dor nas articulações, queda de cabelo, alterações psicológicas e cansaço excessivo, por exemplo, que podem surgir poucos dias ou anos após a colocação da prótese.

Assim, na presença de sinais e sintomas é importante que o cirurgião ou mastologista seja consultado para que seja feita uma avaliação e possa ser indicado o melhor tratamento, que normalmente é a remoção da prótese.

Apesar da doença de silicone ser normalmente referida como sinônimo da síndrome ASIA, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica esclarece que são situações diferentes, até porque a doença do silicone não é considerada uma doença, mas sim um conjunto de sintomas.

Sintomas da doença do silicone

Os principais sintomas da doença do silicone são:

  • Cansaço excessivo;
  • Depressão;
  • Insônia;
  • Alteração do funcionamento intestinal;
  • Dor nas articulações;
  • Queda de cabelo.

O diagnóstico deve ser feito pelo cirurgião plástico ou mastologista apenas por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, isso porque não existem alterações laboratoriais ou radiológicas que sejam indicativas da doença do silicone.

O que é síndrome ASIA?

A síndrome ASIA é uma alteração autoimune que pode ser desencadeada por adjuvantes, ou seja, substâncias "estranhas" para o organismo que podem resultar em um processo inflamatório crônico em pessoas que já possuem predisposição para doenças autoimunes. Dentre os adjuvantes que podem favorecer o desenvolvimento dessa síndrome estão o silicone, hidróxido de alumínio, mercúrio, óleo mineral e titânio, por exemplo.

Como é o tratamento

O tratamento para a doença do silicone deve ser feito sob a orientação do cirurgião plástico, sendo normalmente indicada a realização do explante, que consiste na retirada da prótese de silicone, sendo suficiente para desaparecimento dos sintomas.

Em alguns casos, quando são verificados pelo médico sinais inflamatórios ou que possam estar relacionados com alterações autoimunes, o médico pode recomendar o uso de medicamentos corticoides ou inflamatórios.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em maio de 2022.

Bibliografia

  • MIRANDA, RICARDO. Doença do Silicone. 2020. Disponível em: <https://www.drricardomiranda.com.br/download/e-book-doencas-do-silicone>. Acesso em 12 abr 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA E SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA. Mitos e Verdades - Síndrome de ASIA. 2021. Disponível em: <https://0e009962-8c81-43b6-9e1a-520960f25630.filesusr.com/ugd/6766b1_78f982bc3f504f1a927c0bc13f96183a.pdf>. Acesso em 12 abr 2021
Mostrar bibliografia completa
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA. Sociedades Médicas se unem para esclarecer os mitos sobre a Síndrome ASIA. Disponível em: <http://www2.cirurgiaplastica.org.br/2021/03/25/mitos-e-verdades-sindorme-asia/>. Acesso em 12 abr 2021
  • NOTA DE ESCLARECIMENTO - DOENÇA DO SILICONE E SÍNDROME DE ASIA. Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Disponível em: <http://www2.cirurgiaplastica.org.br/2021/02/03/nota-de-esclarecimento-4/>. Acesso em 12 abr 2021
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.