Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a retirada dos pólipos intestinais

Os pólipos intestinais são geralmente retirados por um procedimento chamado polipectomia, durante a realização de uma colonoscopia, em que uma haste que está presa ao aparelho, puxa o pólipo da parede do intestino, para evitar que se transformem em um câncer. No entanto, quando o pólipo é muito grande, pode ser necessário fazer uma pequena cirurgia para facilitar o acesso e retirada de todo o tecido afetado.

Após retirar os pólipos, o médico normalmente envia-os a um laboratório para serem analisados no microscópio, de forma a identificar se existem células cancerígenas que possam indicar risco de desenvolver câncer no cólon.

Caso sejam identificadas alterações nas células do pólipo, o médico pode agendar colonoscopia a cada 2 anos, por exemplo, para verificar se surgem novas alterações que podem indicar o desenvolvimento de câncer. Entenda melhor o que são os pólipos intestinais.

Como é feita a retirada dos pólipos intestinais

Como deve ser o preparo 

Para o preparo da retirada dos pólipos, normalmente é  solicitado fazer uso de laxantes 24 horas antes do exame, para limpar o intestino eliminando todas as fezes, isso facilitará o processo de observação do local onde os pólipos estão. Também pode ser necessário que a pessoa faça uma dieta líquida, ingerindo apenas água e sopas.

Além disso, nos 3 dias anteriores ao procedimento o paciente não deve tomar medicamentos anti-inflamatórios, aspirina e anticoagulantes, pois estes remédios aumentam o risco de sangramento interno no intestino.

Possíveis complicações da polipectomia

Nos primeiros 2 dias após a polipectomia pode haver um pequeno sangramento, que pode ser facilmente observado nas fezes. Raramente este sangramento pode durar até 10 dias depois do procedimento, mas esta não é uma situação grave. 

No entanto, se o sangramento não ceder, for volumoso e a pessoa apresentar fortes dores abdominais, febre e o abdômen ficar inchado, é recomendado informar ao médico porque pode ter ocorrido uma perfuração da parede intestinal e pode ser necessário fazer uma outra cirurgia.

Como é feita a retirada dos pólipos intestinais

Cuidados necessários após retirar os pólipos intestinais

Após a retirada dos pólipos intestinais é normal o surgimento de pequenas quantidades de sangue nas fezes, não sendo motivo de preocupação, no entanto, é importante estar atento se existe sangramento excessivo durante os primeiros 5 dias, pois nesses casos é recomendado ir imediatamente ao pronto-socorro. É ainda importante evitar o uso de remédios anti-inflamatórios durante 7 dias, como Ibuprofeno, por exemplo, pois existe o risco de sangramento intestinal. 

Nos dias seguintes a retirada dos pólipos, é comum que as paredes do intestino fiquem mais sensíveis e por isso, deve-se fazer uma alimentação leve, à base de grelhados e cozidos, durante os primeiros 2 dias. Saiba o que comer após a retirada dos pólipos.

A maioria dos pacientes pode voltar a sua dieta habitual após o procedimento, mas caso exista algum tipo de desconforto gastrointestinal, deve-se seguir as orientações que o médico e nutricionista que irá informar melhor sobre como pode ser à alimentação. 

Como a retirada é feita com sedação ou anestesia, também está aconselhado que, após o exame, o paciente seja levado para casa por um familiar, uma vez que não se deve conduzir nas primeiras 12 horas.

Bibliografia >

  • NHS. Bowel polyps. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/bowel-polyps/>. Acesso em 02 Set 2020
  • NHS. Treatment for Colon Polyps. Disponível em: <https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/colon-polyps/treatment>. Acesso em 02 Set 2020
  • NIH. Colon Polyps. Disponível em: <https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/colon-polyps>. Acesso em 02 Set 2020
  • NIH. Definition & Facts for Colon Polyps. Disponível em: <https://www.niddk.nih.gov/health-information/digestive-diseases/colon-polyps/definition-facts>. Acesso em 02 Set 2020
  • SILVA, Edson Jurado da et al .. Colonoscopia com polipectomia: análise crítica de fatores de risco e complicações. Rev bras. colo-proctol., Rio de Janeiro , v. 29, n. 4, p. 451-457, Dec. 2009 . Available from . access on 02 Sept. 2020..
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem