Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve a água inglesa e como tomar

A água inglesa é um tônico fitoterápico, constituído por extratos de plantas medicinais que, devido aos seus princípios ativos, age sobre a mucosa do aparelho digestivo, estimulando a produção de suco gástrico, promovendo a melhora do processo digestivo e aumento do apetite.

A água inglesa pode ser encontrada em lojas de produtos naturais ou em farmácias, no entanto, apesar de não ser necessário apresentar receita médica, é importante que o seu consumo não seja feito sem a orientação do médico, pois o consumo deste produto em grandes quantidades, está associado a efeitos colaterais, como dor de cabeça, náuseas e aparecimento de bolinhas vermelhas na pele.

Para que serve a água inglesa e como tomar

Para que serve

A água inglesa é constituída pelo extrato de diversas plantas medicinais, como canela da China, quina amarela, calumba, centáurea, losna, camomila e carqueja, que possuem diversas propriedades e benefícios para a saúde, que lhe conferem as seguintes indicações:

  • Melhora o processo digestivo;
  • Aumenta o apetite;
  • Aumenta a produção de suco gástrico;
  • Ajuda a eliminar o excesso de hormônios sintéticos presentes no organismo;
  • Auxilia a eliminação de toxinas.

Além disso, a água inglesa é popularmente usada como um purificador do útero, para ajudar a limpar o organismo e o útero de substâncias que possam impedir ou dificultar a gravidez, além de poder ser recomendada no pós-parto ou após abortos espontâneos, no entanto o uso da água inglesa com esse objetivo deve ser indicado pelo médico.

Como tomar

O uso da água inglesa deve ser recomendado pelo médico, podendo ser indicado 1 cálice antes das refeições, o que equivale a 30 mL. A dose máxima diária de água inglesa é de 4 cálices, o equivalente a 120 mL por dia.

Efeitos colaterais e contraindicações

A bula do medicamento não refere efeitos colaterais, porém em alguns casos podem surgir reações de alergia ao medicamento com sintomas de vermelhidão, coceira e bolinhas brancas ou vermelhas na pele, sendo nestes casos recomendado procurar o médico logo que possível. Além disso, o consumo da água inglesa acima da da dose diária recomendada, pode causar enjoos, dor de cabeça, vômitos, alterações na visão e, em alguns casos, desmaio.

O uso a água inglesa não é recomendado durante a gravidez, porque algumas plantas medicinais que constituem essa água podem provocar contrações uterinas, interferindo na gravidez.

Além disso, é contraindicada para mulheres que estejam em fase de amamentação, crianças com menos de 12 anos, pacientes com epilepsia, excesso de acidez no estômago, gastrite, úlceras gastroduodenais, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, colite ulcerosa, Parkinson, pacientes com doenças ou problemas no fígado ou no estômago e para pacientes com alergia a algum dos componentes da fórmula.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem