Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a gravidez anembrionária

A gravidez anembrionária acontece quando o óvulo fertilizado se implanta no útero da mulher, mas não desenvolve um embrião, sendo uma das principais causas de aborto durante o primeiro trimestre.

Neste tipo de gravidez, o corpo continua agindo como se a mulher estivesse grávida e, por isso, se for feito um teste de gravidez durante as primeiras semanas é possível obter um resultado positivo, pois a placenta está se desenvolvendo e produzindo os hormônios necessários para a gestação, e até é possível ter alguns sintomas como enjoos, cansaço e mamas doloridas.

No entanto, até ao fim dos primeiros 3 meses de gravidez, o corpo irá identificar que não existe um embrião crescendo no interior da bolsa e terminará a gravidez, causando um aborto. Por vezes, este processo é muito rápido, acontecendo em poucos dias e, por isso, é possível que a mulher nem perceba que esteve grávida.

Veja quais os sinais que podem indicar um aborto.

O que é a gravidez anembrionária

O que pode causar este tipo de gravidez

Na maioria dos casos a gravidez anembrionária acontece devido a uma alteração nos cromossomas que carregam os genes dentro óvulo ou do espermatozóide e, dessa forma, não é possível prevenir o desenvolvimento deste tipo de gravidez.

Dessa forma, embora possa ser um choque para a gestante, ela não se deve sentir culpada pelo aborto, uma vez que não é um problema que possa ser evitado.

Como identificar este tipo de gravidez

É bastante difícil que a mulher consiga identificar que está tendo uma gravidez embrionária pois todos sinais de uma gestação normal estão presentes, como a falta de menstruação, o teste de gravidez positivo e até os primeiros sintomas de gravidez.

Assim, a melhor forma de diagnosticar a gravidez anembrionária é durante o ultrassom feito nos primeiros 3 meses de gravidez. Nesse exame, o médico irá observar a bolsa amniótica, mas não conseguirá identificar um embrião, nem conseguirá escutar os batimentos cardíacos do feto.

Quando se pode voltar a engravidar

A gravidez anembrionária geralmente só acontece uma vez na vida da mulher, porém, é recomendado esperar até ao surgimento da primeira menstruação após o aborto, o que acontece cerca de 6 semanas depois, para voltar a tentar engravidar.

Este tempo deve ser respeitado para permitir que o corpo consiga eliminar todos os resíduos do interior do útero e se recuperar corretamente para uma nova gravidez.

Além disso, a mulher deve sentir-se embocionalmente recuperada do aborto, antes de tentar uma nova gravidez, pois, mesmo não sendo sua culpa, pode causar sentimentos de culpa e de perda que precisam ser ultrapassados.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...