Exame de toque na gravidez: o que é, para que serve e como é feito

O exame de toque na gravidez tem como objetivo avaliar a evolução da gravidez e verificar se há risco de parto prematuro, quando realizado a partir da 34ª semana de gestação, ou para verificar a dilatação do colo do útero durante o trabalho de parto.

O exame é feito a partir da colocação de dois dedos do obstetra no canal vaginal para avaliar o colo do útero, o que pode causar desconforto em algumas mulheres, apesar de que outras mulheres relatam que não sentem dor ou desconforto durante o procedimento.

Apesar de ser utilizado com o objetivo de avaliar o colo do útero durante o trabalho de parto, alguns ginecologistas e obstetras indicam que o exame não é necessário, podendo as alterações serem identificadas de outra forma.

Exame de toque na gravidez: o que é, para que serve e como é feito

Como é feito o exame de toque na gravidez

O exame de toque na gravidez é feito com a grávida deitada de barriga para cima, com as pernas afastadas e os joelhos dobrados. Esse exame deve ser realizado por um médico ginecologista e/ou obstetra que introduz dois dedos, geralmente o indicador e o médio, no canal vaginal com o objetivo de tocar o fundo do colo do útero.

O exame de toque é sempre feito com luvas esterilizadas para não haver risco de infecção. Algumas grávidas afirmam que o exame dói, no entanto ele deve apenas provocar um ligeiro desconforto, devido à pressão dos dedos no colo do útero.

O exame de toque faz sangrar?

O exame de toque na gravidez pode provocar um pequeno sangramento, que é normal e não deve deixar a grávida preocupada. No entanto, caso a mulher observe uma grande perda de sangue depois de um exame de toque, deve consultar imediatamente o seu médico para certificar-se de que está tudo bem.

Cuidados após o exame

O exame de toque na gravidez é simples, rápido e realizado no próprio consultório do obstetra, podendo a mulher voltar normalmente às atividades do dia após a realização do exame, uma vez que não é realizado sob anestesia.

Em alguns casos, a mulher pode ter a sensação de está usando um absorvente interno ou que teve relações sexuais com penetração profunda, no entanto essa sensação dura poucos minutos. Apesar de ser pouco frequente, pode haver sangramento abundante em algumas situações, sendo recomendado que o médico seja consultado nessa situação.

Para que serve

Apesar da sua realização ser discutida, o exame de toque na gravidez é feito com o objetivo de identificar alterações no colo do útero que possam levar a complicações, principalmente relacionados ao parto prematuro. Assim, através do exame o médico pode verificar se o colo do útero está aberto ou fechado, encurtado ou alongado, grosso ou fino e se está na posição correta, por exemplo.

No fim da gravidez, o exame de toque é normalmente realizado para verificar a dilatação e a espessura do colo do útero, descida e posição da cabeça do feto e rompimento da bolsa. No entanto, também pode ser feito no início da gravidez como auxiliar no diagnóstico da gravidez ou para avaliar o comprimento do colo uterino da grávida.

O exame de toque, por si só, não detecta gravidez numa fase inicial, sendo necessário utilizar outros métodos para o diagnóstico da gravidez, como palpação, ultrassonografia e exame de sangue Beta-HCG, além da avaliação pelo médico dos sinais e sintomas apresentados pela mulher que podem ser indicativos de gravidez. Saiba como identificar os sintomas de gravidez.

O exame de toque na gravidez é contraindicado quando a grávida apresenta uma grande perda de sangue pela região íntima.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Tua Saúde - em Novembro de 2021. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias, Ginecologista - em Fevereiro de 2016.
Mais sobre este assunto: