Tabela chinesa da gravidez: realmente funciona?

  1. Tabela online
  2. Teoria da tabela chinesa
  3. Porque não é confiável
  4. Métodos confiáveis

A tabela chinesa é um método baseado na astrologia chinesa que, segundo algumas crenças, é capaz de adivinhar o sexo do bebê, precisando-se saber apenas o mês da concepção e a idade lunar da mãe nesse momento. Esses dados são depois cruzados numa tabela para chegar ao sexo do bebê.

Embora existam vários relatos populares de que realmente funciona, a tabela chinesa não está comprovada cientificamente e, por isso, não é aceite pela comunidade científica como método eficaz para descobrir o sexo do bebê.

Dessa forma, e embora possa ser utilizada como um método recreativo, a tabela chinesa não deve ser considerada um método preciso ou comprovado, sendo aconselhado que a grávida recorra a outros exames apoiados pela comunidade médica, como o ultrassom, após as 16 semanas, ou o exame de sexagem fetal, depois da 8º semana de gravidez. Veja as formas comprovadas de saber o sexo o bebê.

Tabela chinesa online

Por curiosidade, se desejar saber qual o sexo do bebê de acordo com a tabela chinesa, insira os seus dados:

anos
Erro
Erro
Erro
Erro

Qual a teoria da tabela chinesa

A teoria da tabela chinesa é fundamentada num gráfico que foi descoberto há cerca de 700 anos num túmulo perto de Pequim, no qual estava descrito todo o método que agora é conhecido como "tabela chinesa". Assim, a tabela não parece estar fundamentada em nenhuma fonte credível ou estudo.

O método consiste em:

  1. Descobrir a "idade lunar" da mulher: o que pode ser feito adicionando "+1" à idade com que engravidou, desde que não tenha nascido em janeiro ou fevereiro;
  2. Entender em que mês ocorreu a concepção do bebê;
  3. Cruzar os dados anteriores na tabela chinesa.

Ao fazer o cruzamento dos dados, a grávida obtém um quadrado com uma cor, que corresponde ao sexo do bebê, como demonstrado na imagem.

Porque a tabela não é confiável

Embora existam vários relatos populares da eficácia da tabela, assim como relatórios que indicam uma taxa de eficiência entre 50 e 93%, esses relatórios não parecem estar baseados em qualquer investigação científica e, por isso, não podem ser utilizados como garantia da sua eficácia.

Além disso, segundo um estudo feito na Suécia entre 1973 e 2006, onde foi aplicada a tabela chinesa a mais de 2 milhões de nascimentos, o resultado foi pouco motivador, apontando uma taxa de sucesso de aproximadamente 50%, que pode ser comparada com o método de se jogar uma moeda ao ar e descobrir o sexo da criança pela probabilidade de sair cara ou coroa.

Outro estudo, não relacionado diretamente com a tabela chinesa, mas que também explorou a questão de o momento da relação sexual poder influenciar o sexo do bebê, também não encontrou qualquer relação entre essas duas variáveis, contradizendo assim um dos dados requeridos pela tabela chinesa.

Quais os métodos confiáveis

Para saber o sexo do bebê com precisão é recomendado utilizar apenas os métodos comprovados pela ciência e apoiados pela comunidade médica, que incluem:

  • Ultrassom obstétrico, após as 16 semanas de gravidez;
  • Exame de sexagem fetal, depois das 8 semanas.

Estes exames podem ser pedidos pelo obstetra e, por isso, é recomendado consultar essa especialidade médica sempre que se pretende saber o sexo do bebê. 

Saiba mais sobre os métodos comprovados para saber o sexo do bebê.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em junho de 2022.

Bibliografia

  • VILLAMOR, Eduardo et al.. Accuracy of the Chinese lunar calendar method to predict a baby's sex: a population-based study. Paediatric and Perinatal Edpidemiology. Vol.24. 398-400, 2010
  • WILCOX, Allen J. et al.. Timing of Sexual Intercourse in Relation to Ovulation — Effects on the Probability of Conception, Survival of the Pregnancy, and Sex of the Baby. The New England Journal of Medicine. 1995
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.