Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Beta HCG quantitativo: como entender o resultado

O melhor teste para a confirmação da gravidez é o exame de sangue, já que por meio desse exame é possível detectar pequenas quantidades do hormônio HCG, que é produzido durante a gestação. O resultado do exame de sangue indica que a mulher está grávida quando os valores do hormônio beta-HCG são maiores que 5,0 mlU/ml.

É recomendado que o exame de sangue para detectar a gravidez só seja feito após 10 dias da fecundação, ou no primeiro dia após o atraso menstrual. O exame beta-HCG também pode ser realizado antes do atraso, mas, nesse caso, há maior chance de ser um resultado falso-negativo.

Para realizar o exame não é necessária prescrição médica ou realização de jejum e o resultado pode ser informado em poucas horas após a coleta do sangue e envio para o laboratório.

Beta HCG quantitativo: como entender o resultado

O que é HCG

HCG é a sigla que representa o hormônio gonadotrofina coriônica, que só é produzido quando a mulher está grávida ou possui alguma alteração hormonal grave, que esteja sendo causada por alguma doença. Normalmente o exame de sangue beta HCG só é realizado quando há suspeita de gravidez, já que a presença desse hormônio no sangue é mais indicativo de gravidez que a presença desse hormônio na urina, que é detectado por meio do teste de gravidez de farmácia.

No entanto, quando o resultado do exame de Beta HCG é não detectável ou inconclusivo e a mulher apresenta sintomas de gravidez, o exame deve ser repetido 3 dias depois. Veja quais são os 10 primeiros sintomas de gravidez.

Se acha que pode estar grávida, mas ainda não fez o exame de beta HCG, faça o nosso teste online para saber quais as chances de realmente estar grávida:

  1. 1. Teve relações sem usar camisinha ou outro método contraceptivo, no último mês?
  2. 2. Notou algum corrimento vaginal rosado ultimamente?
  3. 3. Sente que fica enjoada ou tem vontade de vomitar de manhã?
  4. 4. Está mais sensível a cheiros (cheiro de cigarro, perfume, comida...)?
  5. 5. Sua barriga parece mais inchada , sendo mais difícil manter as calças apertadas?
  6. 6. Sente que as suas mamas estão mais sensíveis ou inchadas?
  7. 7. Acha que a sua pele parece mais oleosa e com tendência a ter espinhas?
  8. 8. Sente-se mais cansada que o habitual, mesmo para realizar tarefas que fazia antes?
  9. 9. Sua menstruação está atrasada há mais de 5 dias?
  10. 10. Tomou a pílula do dia seguinte até 3 dias após a relação desprotegida?
  11. 11. Fez algum teste de gravidez de farmácia, no último mês, com resultado positivo?
Imagem que indica que o site está carregando

Como entender o resultado

Para entender o resultado do exame de beta HCG, insira o valor na calculadora:

mlU/ml
Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

É recomendado que o exame seja realizado após, pelo menos, 10 dias de atraso menstrual, para evitar um falso resultado. Isso porque após a fecundação, que acontece nas trompas, o óvulo fecundado pode demorar vários dias para chegar até o útero. Dessa forma, os valores de beta HCG podem demorar até 6 dias da fecundação para começarem a aumentar.

Caso o exame seja realizado antes é possível que seja informado um resultado falso-negativo, ou seja, a mulher pode estar grávida mas isso não ser informado no exame, pois é provável que o organismo não tenha conseguido produzir o hormônio hCG em concentrações suficientes para ser detectável e indicativo de gravidez.

Diferença entre beta HCG quantitativo e qualitativo

Como o próprio nome diz, o exame de beta-HCG quantitativo indica a quantidade hormônio presente no sangue. Esse exame é feito a partir da coleta de uma amostra de sangue que é enviada ao laboratório para análise. A partir do resultado do exame é possível identificar a concentração do hormônio hCG no sangue e, a depender da concentração, indicar a semana de gestação.

O exame beta HCG qualitativo é o teste de gravidez de farmácia que só indica se a mulher está grávida ou não, não sendo informada a concentração de hormônio no sangue e sendo indicado pelo ginecologista a realização de exame de sangue para confirmação da gravidez. Entenda quando o teste de gravidez pode dar resultados falso positivos.

Como saber se está grávida de gêmeos

Em casos de gravidez de gêmeos, os valores do hormônio são superiores aos indicados para cada semana, mas para confirmar e saber o número de gêmeos, deve-se fazer uma ultrassonografia a partir da 6ª semana de gestação.

A mulher pode suspeitar de que está grávida de gêmeos quando ela consegue saber aproximadamente em que semana ela engravidou, e comparar com a tabela acima para verificar a quantidade de beta HCG correspondente. Se os números não baterem certo, possivelmente ela estará grávida de mais de 1 bebê, mas isso só pode ser confirmado através da ultrassonografia.

Veja que exame de sangue fazer para saber o sexo do bebê antes da ultrassom.

Outros resultados do exame

Os resultados de beta HCG também podem indicar problemas como gravidez ectópica, aborto ou gravidez anembrionária, que é quando o embrião não se desenvolve.

Estes problemas normalmente podem ser identificados quando os valores do hormônio são inferiores aos esperados para a idade gestacional da gravidez, sendo necessário procurar o obstetra para avaliar a causa da alteração hormonal.

O que fazer após confirmar a gravidez

Após confirmar a gravidez com o exame de sangue, é importante marcar uma consulta no obstetra para iniciar o acompanhamento pré-natal, fazendo os exames necessários para garantir uma gravidez saudável, sem complicações como pré-eclâmpsia ou diabetes gestacional.

Saiba quais são os exames mais importantes para se fazer durante o primeiro trimestre da gravidez.

Bibliografia >

  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. hCG (Human Chorionic Gonadotropin): The Pregnancy Hormone. Disponível em: <https://americanpregnancy.org/while-pregnant/hcg-levels/>. Acesso em 27 Nov 2019
  • GABBE, Steve G. et al.. Obstetrícia: gravidez normal e patológica. 6.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015. 18.
  • LONGO, Dan L. et al.. Medicina interna de Harrison. 18.ed. São Paulo: AMGH Editora, 2013. 3592.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem