Quando usar remédios para emagrecer (e perigos do uso)

Atualizado em novembro 2023

O uso de remédios para emagrecer, como sibutramina, orlistat ou semaglutida, são indicados para o tratamento da obesidade ou do sobrepeso associado a doenças como pressão alta, diabetes mellitus ou colesterol alto.

Geralmente, esses remédios são indicados quando a pessoa não consegue perder peso apenas com a prática de atividades físicas e a alimentação saudável e equilibrada, pois podem aumentar a sensação de saciedade ou bloquear a absorção de parte da gordura dos alimentos, por exemplo.

O uso dos remédios para emagrecer deve ser sempre recomendado pelo endocrinologista após avaliação do estado de saúde da pessoa e estilo de vida, pois possuem efeitos colaterais, além de maior risco de dependência química e efeito sanfona, por exemplo.

Entenda melhor sobre as indicações dos remédios para emagrecer no vídeo a seguir:

youtube image - Remédios para EMAGRECER: o que você precisa saber

Quando são indicados

Os remédios para emagrecer são indicados nas seguintes situações: 

  • Obesidade, com IMC superior a 30 Kg/m²;
  • Sobrepeso com IMC superior a 27 Kg/m² associado a doenças como diabetes, colesterol alto ou pressão alta.

Os remédios para emagrecer são normalmente indicados no caso de pessoas que mesmo com a prática de exercícios e mudança dos hábitos alimentares não têm perda de peso, podendo isso estar relacionado com disfunções hormonais.

Esses remédios devem sempre ser indicados pelo endocrinologista, após avaliação criteriosa do estado de saúde, realização de exames e avaliação dos hábitos de vida, e deve fazer parte de uma dieta equilibrada e prática de atividades físicas.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Como agem os remédios para emagrecer?

Os remédios para emagrecer agem de formas diferentes, que incluem: 

  • Diminuindo o apetite, fazendo com a pessoa sinta menos fome e, por isso, o emagrecimento acontece pela redução do número de calorias consumidas ao longo do dia;
  • Aumentando a sensação de saciedade, o que leva a uma diminuição do consumo de alimentos durante o dia;
  • Reduzindo o desejo intenso por comida, o que leva a uma diminuição do consumo de alimentos;
  • Aumentando o metabolismo e a queima de gordura;
  • Bloqueando a absorção de parte da gordura dos alimentos, fazendo com que seja eliminada pelas fezes.

O tipo de remédio a ser usado depende do organismo da pessoa, estilo de vida e quantidade de peso que é recomendado perder, devendo, por isso, que o uso de remédios seja indicado pelo endocrinologista.

Quando os remédios para emagrecer são perigosos

Os remédios para emagrecer possuem diversos riscos para a saúde quando são utilizados sem indicação e acompanhamento médico ou de forma diferente da indicada pelo médico.

Isso porque quando são utilizados de forma indevida podem resultar em dependência química, efeito sanfona e efeitos colaterais indesejados, como alterações gastrointestinais, insônia e alterações cardíacas, por exemplo.

Principais efeitos colaterais

Os principais efeitos colaterais dos remédios para emagrecer são:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Nervosismo;
  • Dor de cabeça;
  • Alteração da frequência cardíaca;
  • Pressão alta;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Insuficiência renal ou hepática;
  • Pedra na vesícula;
  • Pancreatite;
  • Náusea;
  • Prisão de ventre ou diarreia;
  • Anemia.

Além disso, alguns remédios para emagrecer podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares, como AVC ou infarto, por exemplo, e por isso só devem ser usados com indicação médica e acompanhamento médico regular.

Como usar remédio para emagrecer de forma segura?

Para usar os remédios para emagrecer com segurança, deve-se consultar o endocrinologista para fazer uma avaliação do histórico de saúde e realização de exames de sangue para avaliar o estado de saúde no geral.

Além disso, o médico deve avaliar os possíveis efeitos colaterais do remédio e as possíveis interações do remédio com outros medicamentos que a pessoa possa estar tomando.

Desta forma, o médico pode indicar o melhor remédio para emagrecer de forma individualizada, e consultas para acompanhamento da eficácia do tratamento e surgimento de efeitos colaterais. Conheça os principais remédios para emagrecer.

No entanto, mesmo que os remédios sejam eficazes, é preciso que além de acompanhamento médico, a pessoa realize atividade física regularmente, de preferência, acompanhada de um personal trainer, e que tenha uma alimentação saudável.

Isso porque o uso isolado do medicamento pode não ter resultados definitivos, ou seja, a pessoa pode voltar a engordar após a interrupção do uso do remédio.

Contraindicações dos remédios para emagrecer

O uso de remédios para emagrecer não é indicado para pessoas com IMC inferior a 30, ou IMC inferior a 27 que não tenham doenças associadas.

Além disso, os remédios para emagrecer não devem ser usados por crianças ou adolescentes, idosos com mais de 65 anos, mulheres grávidas ou que estão tentando engravidar e durante a amamentação.

Os remédios para emagrecer também não devem ser usados por pessoas com problemas nos rins ou pâncreas, doenças cardíacas, pressão alta, infarto ou derrame, depressão ou transtorno bipolar, por exemplo.

Como emagrecer sem tomar remédios

A perda de peso sem tomar remédios pode ser alcançada através da realização de:

  • Atividade física de forma regular, como caminhada ou hidroginástica, com orientação de um profissional de educação física, principalmente se a pessoa tiver obesidade mórbida ou for muito sedentária, pois alguns tipos de exercícios podem prejudicar as articulações;
  • Dieta equilibrada e saudável sob orientação do nutricionista, pois dessa forma é possível que o plano alimentar seja feito de acordo com as características e objetivos da pessoa;

O uso de remédios e realização de cirurgias só devem ser opções para perder peso quando nada mais funciona ou quando há alterações endócrinas e metabólicas relacionadas com o fato de não conseguir emagrecer. Veja quando a cirurgia bariátrica é indicada.

Assista o vídeo com a nutricionista Tatiana Zanin com dicas de alimentação para perder peso:

youtube image - Como Emagrecer sem tomar Remédio