Causas, sintomas e tratamento para os tipos mais comuns de anemia

PUBLICIDADE

A anemia é caracterizada pela diminuição de hemoglobina no sangue, uma substância presente nas células vermelhas que transporta o oxigênio para os diferentes órgãos do organismo.

Assim, a anemia geralmente é provocada por situações que diminuem a quantidade ou a função da hemoglobina, como diminuição da quantidade de sangue, baixa produção de células sanguíneas ou produção anormal de células.

Dependendo do problema que está causando a diminuição de hemoglobina a anemia é classificada em diferentes tipos, sendo que os mais comuns incluem anemia falciforme, ferropriva, hemolítica ou megaloblástica, por exemplo.

Anemia falciforme

  • Causas: doença genética e hereditária que provoca a formação de células vermelhas deformadas e com baixa capacidade para transportar oxigênio.
  • Sintomas: o principal sintoma da anemia falciforme é o surgimento de dor por todo o corpo desde a infância, mas também podem acontecer outros sintomas como cansaço excessivo, sensação de falta de ar, tonturas, dor de cabeça frequente e mãos e pés frios.
  • Tratamento: não existe cura para este tipo de anemia, porém é possível utilizar remédios analgésico e anti-inflamatórios que ajudam a reduzir os sintomas. Entenda melhor o tratamento em: Anemia falciforme.
  • Diagnóstico: normalmente é feito logo após o nascimento através do teste do pezinho, mas também pode ser feito na idade adulta através de exames de sangue que identificam a presença de hemoglobina S.

Anemia ferropriva

  • Causas: alimentação pobre em ferro, perdas de sangue ou problemas que diminuem a absorção de ferro pelo organismo, como diarreia crônica ou doenças do intestino.
  • Sintomas: cansaço excessivo, fraqueza geral, sensação de falta de ar e, por vezes, aumento dos batimentos cardíacos. Além disso, também pode surgir vontade de comer comidas estranhas como barro ou terra, por exemplo.
  • Tratamento: depende do problema que está provocando a diminuição de ferro, no entanto, na maioria dos casos é possível tratar a anemia apenas com uma alimentação rica em ferro ou uso de suplementos com ferro. Veja os alimentos mais indicados em: Alimentos ricos em ferro.
  • Diagnóstico: exame de sangue que avalia a quantidade de hemoglobina e ferritina no sangue, sendo que quando os valores estão abaixo de 12g/dl é sinal de anemia ferropriva.

Anemia hemolítica

  • Causas: problemas ou doenças que levam à destruição das células vermelhas, como infecções, doenças autoimunes, aneurisma ou problemas cardíacos, por exemplo.
  • Sintomas: pele e olhos amarelados, assim como dor na barriga, cansaço excessivo, dores de cabeça, dificuldade para respirar ou tonturas frequentes.
  • Tratamento: alguns casos não necessitam de tratamento, no entanto, pode ser necessário utilizar remédios, fazer transfusões de sangue ou cirurgia.
  • Diagnóstico: exame de sangue que avalia a presença de anticorpos capazes de destruir as células vermelhas.

Anemia megaloblástica

  • Causas: baixa ingestão de vitamina B12 ou doenças que dificultam a utilização da vitamina B12 pelo organismo, como diabetes tipo 1, Vitiligo ou doença de Addison.
  • Sintomas: excesso de gases, diarreia, náuseas, vômitos, cansaço excessivo e tonturas.
  • Tratamento: geralmente é feito com ao aumento da ingestão de vitamina B12, no entanto, quando é causada por outras doenças, também se deve fazer o tratamento dessas doenças para evitar que a anemia volte a surgir.
  • Diagnóstico: exame de sangue para observar a forma e tamanho das células vermelhas do sangue, assim como para avaliar os níveis de vitamina B12 no organismo.

Anemia aplástica

  • Causas: doenças ou lesões na medula óssea causadas pelo uso de pesticidas, radiação, quimioterapia, hepatite ou doenças autoimunes como HIV ou artrite reumatoide.
  • Sintomas: cansaço fácil, sensação de falta de ar, tonturas, dores de cabeça, pés e mãos frios, pele pálida e dor no peito.
  • Tratamento: em alguns casos pode ser curada com transplantes de medula óssea, porém, na maioria dos casos, o tratamento é feito com transfusões de sangue e medicamentos para reduzir os sintomas.
  • Diagnóstico: é necessário fazer um exame de sangue completo com sorologia para avaliar se existem doenças virais que possam estar causando anemia. Caso o resultado seja negativo, o médico pode pedir raio X dos ossos ou biópsia da medula para verificar se existem lesões na medula óssea.

Anemia de fanconi

  • Causas: é uma doença genética transmitida de pais para filhos que diminui a produção de células vermelhas no sangue devido a falha progressiva da medula óssea.
  • Sintomas: surgem desde a infância e incluem manchas escuras na pele e problemas a nível cardíaco, renal e pulmonar.
  • Tratamento: a transfusão de medula óssea é a principal forma de tentar curar este tipo de anemia, no entanto, podem ser usadas transfusões de sangue e medicamento imunossupressores para controlar os sintomas.
  • Diagnóstico: exame de sangue para fazer teste genéticos para avaliar a presença da alteração que provoca o surgimento da anemia de fanconi.

Talassemia

  • Causas: doença hereditária que diminui a produção de células vermelhas saudáveis, provocando redução de hemoglobina.
  • Sintomas: cansaço excessivo, problemas de crescimento e desenvolvimento, pele pálida, diminuição do apetite e urina escura.
  • Tratamento: transfusões de sangue, uso de suplementos de ácido fólico ou ingestão de alguns medicamentos para aliviar os sintomas.
  • Diagnóstico: exame de sangue que avalia o formato das células vermelhas do sangue.

Diagnóstico da Anemia

O diagnóstico da anemia pode ser feito através do exame de sangue chamado hemograma.

Idade/ sexoHemoglobina Hb (g/dL)Hematocrito Ht (%)
6 meses a 5 anos1133
de 5 a 11 anos1,534
de 12 a 13 anos1236
mulheres1236
mulheres grávidas1133
homens1339

A anemia está presente quando o exame de sangue apresentar esses dados combinados ou valores inferiores a estes. Valores muito baixos podem indicar anemia profunda.

Links úteis:

PUBLICIDADE