Entenda o que é Refluxo Gástroesofágico

O refluxo gastroesofágico é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago e em direção à boca, causando dor e inflamação. Isso acontece quando o músculo que deveria impedir que o ácido do estômago saia do seu interior não funciona de forma adequada.

O grau da inflamação causada no esôfago pelo refluxo depende da acidez do conteúdo do estômago e da quantidade de ácido que entra em contato com a mucosa do esôfago, podendo causar uma doença chamada esofagite, porque revestimento do estômago o protege contra os efeitos de seus próprios ácidos, mas o esôfago não possui essas características provocando sensação desconfortável de queimação, chamada azia.

A força da gravidade contribui para o refluxo quando o indivíduo permanece deitado, ou em situações de obesidade onde a gordura abdominal faz pressão no estômago e facilita o refluxo gastroesofágico.

Veja uma ilustração de como acontece o refluxo:

Como saber se tenho Refluxo

O diagnóstico da doença do refluxo gastroesofágica é feito baseado nos sintomas e histórico apresentado pelo paciente, mas também pode ser complementada com exames, como:

  • Raio x, para observação dos movimentos do esôfago;
  • Medição do pH em 24 h que relaciona os sintomas apresentados com alterações da acidez do suco gástrico para determinar o numero de vezes que ocorre o refluxo;
  • Cintilografia de refluxo.

O médico mais indicado para diagnosticar e tratar o refluxo é o gastroenterologista, que deve ser procurado em caso de suspeita.

Como é feito o tratamento para refluxo

O tratamento para refluxo pode ser feito com medidas simples como uso de medicamentos e adequação da alimentação, mas em alguns casos pode ser necessário realizar uma cirurgia.

As alterações alimentares na doença do refluxo gastroesofágico são necessárias, mas devem ser adaptadas ao tratamento medicamentoso e também personalizadas, mas via de regra o paciente com refluxo deve eliminar ou reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, alimentos ricos em gordura, como frituras e produtos industrializados e chocolate além de evitar o cigarro e refrigerantes.

A última refeição do dia deve ser feita, no mínimo, 3 horas antes de deitar para dormir para evitar que o conteúdo do estômago volte para a boca.

Mais sobre este assunto: