Dieta para refluxo gastroesofágico

PUBLICIDADE

A dieta para refluxo gastroesofágico deve ser rica em fibras, frutas, legumes e alimentos integrais, sendo também importante evitar o consumo de alimentos de difícil digestão ou que deixam o estômago irritado, como frituras, refrigerantes e pimenta.

O refluxo acontece quando o ácido do estômago sobe para o esôfago, especialmente após as refeições. Os principais sintomas desta doença são queimação, dor ao engolir e regurgitação, e seu tratamento envolve cuidados com a alimentação e, quando necessário, o uso de medicamentos antiácidos.

Cuidados com a alimentação

Os cuidados que se deve ter com a alimentação para tratar o refluxo são:

  • Comer em menores quantidades a cada 2 ou 3 horas;
  • Aumentar o consumo de frutas e legumes;
  • Aumentar o consumo de produtos integrais, ricos em fibras;
  • Preferir carnes magras, peixes e leite e derivados desnatados;
  • Evitar beber líquidos durante as refeições;
  • Evitar comer de 2 a 3 horas antes de se deitar;
  • Evitar deitar ou fazer exercícios logo após as refeições;
  • Beber chá de camomila, pois ele atua acalmando o intestino e o estômago.

Além desses cuidados, o excesso de peso e o uso de roupas apertadas também podem ser a causa do aumento da pressão no estômago, o que favorece o refluxo. Nesses casos, deve-se fazer uma dieta equilibrada para perder peso e usar roupas leves, principalmente durante as refeições. Veja como deve ser feito o tratamento completo para refluxo.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados na dieta para refluxo são:

  • Gordura: frituras, carnes vermelhas, salsicha, linguiça e bacon, pois o excesso de gordura faz com que a comida fiquei mais tempo no estômago, aumentando a chance de refluxo;
  • Cafeína: café, chás e chocolate, pois estimulam o estômago, favorecendo o refluxo;
  • Bebidas alcoólicas: irritam o estômago e aumentam o refluxo;
  • Bebidas gaseificadas: refrigerantes e água com gás, pois aumentam a pressão dentro do estômago;
  • Pimenta: irrita o estômago e aumenta a acidez;
  • Carboidratos simples: farinha, macarrão e pão, pois diminuem a força do esfíncter que fecha a passagem entre o estômago e o esôfago.

Além desses alimentos, também importante parar de fumar, pois o cigarro aumenta os sintomas de refluxo.

Cardápio da dieta para refluxo

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dias da dieta para refluxo.

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da manhã1 copos de leite desnatado + pão integral com requeijão lightIogurte desnatado + cereais integrais + 4 morangos1 copo de leite desnatado + 4 torradas integrais + 1 fatia de mamão
Lanche da manhã1 pera + 3 castanhas2 ameixas + 4 bolachas Maria2 nozes + 5 bolachas cream cracker
Almoço/JantarPeixe cozido com legumes + arroz integral + salada crua + 2 fatias de melanciaFrango ao molho de tomate + 3 col. arroz integral + 2 col. feijão + salada crua + 1 maçã1 lata de atum + macarrão integral + cubos de queijo light + molho pesto + salada verde + 1 pêssego
Lanche da tarde1 iogurte desnatado + 4 torradas + 1 banana1 copo de leite desnatado + 1 pão integral com ricota1 iogurte desnatado + 1 col. de linhaça + 5 bolachas maizena

As frutas cítricas como laranja, abacaxi e tangerina podem aumentar a sensação de queimação em algumas pessoas, devendo ser introduzidas aos poucos na alimentação, de acordo com a tolerância e a melhora dos sintomas de refluxo.

Quando a dieta e o tratamento com remédios não conseguem controlar o refluxo, pode ser necessário fazer uma cirurgia para curar essa doença.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE