Pomada de Barbatimão pode ser a cura do HPV

PUBLICIDADE

Uma pomada desenvolvida nos laboratórios da Universidade Federal de Alagoas por 4 professores pode ser uma mais uma arma contra o HPV. A pomada é preparada com uma planta medicinal chamada Barbatimão, de nome científico Abarema cochliocarpos, muito comum no nordeste brasileiro.

Segundo os estudos realizados esta pomada pode ser capaz de eliminar as verrugas quando aplicada 2 vezes por dia na região, e aparentemente não existem efeitos colaterais relacionados ao seu uso. Além disso, acredita-se que ela consegue eliminar completamente o vírus, evitando o reaparecimento das verrugas genitais porque atua desidratando as células afetadas pelo vírus, até que elas secam, descamam e desaparecem.

PUBLICIDADE

No entanto, esta pomada foi testada em apenas 46 pessoas, e por isso ainda são necessários mais estudos que possam confirmar que o barbatimão realmente seja eficaz na eliminação do vírus. Depois desse passo também é preciso obter a aprovação da ANVISA, que é o órgão responsável por regularizar a venda de remédios em território nacional até que esta pomada possa ser comprada nas farmácias, sob orientação médica.

Entenda o que é HPV

O HPV, também conhecido como papilomavírus humano, é uma infecção que pode causar o surgimento de verrugas na pele. Normalmente, as verrugas surgem na região genital do homem ou da mulher, mas também podem afetar outras partes do corpo, como ânus, nariz, garganta ou boca. Essas verrugas também podem levar ao desenvolvimento de câncer de colo do útero, ânus, pênis, boca ou garganta.

Placas de verrugas dop HPVPlacas de verrugas dop HPV
Verrugas do HPV na bocaVerrugas do HPV na boca

Como é feito o tratamento

O tratamento do HPV, normalmente, inclui a remoção das verrugas através de:

  • Aplicação de cremes ou ácidos: como o Imiquimod ou o Podofilox, por exemplo, que fortalecem o sistema imune e ajudam a retirar as camadas externas das verrugas, até que desapareçam;
  • Crioterapia: consiste em congelar as verrugas com nitrogênio líquido até que desapareçam em poucos dias;
  • Eletrocauterização: é utilizada uma corrente elétrica para queimar as verrugas;
  • Cirurgia: é feita uma pequena cirurgia no consultório do médico para retirar as verrugas com bisturi ou laser.

No entanto, como não existem remédios capazes de eliminar o vírus sendo recomendado fortalecer o organismo com remédios receitados pelo médico, como o Interferon, ou com a ingestão de vitamina C, quer através de suplementos, quer através de frutas como laranja, kiwi. Veja mais detalhes sobre o tratamento clicando aqui.

Transmissão e prevenção

A transmissão acontece mais frequentemente através do contato íntimo desprotegido e, por isso, o HPV é considerado a doença sexualmente transmissível mais comum. Porém, ele também pode ser transmitido através do contato direto com as verrugas do HPV, como no caso do parto normal de uma grávida com verrugas genitais.

Para prevenir a transmissão desta doença, existe a vacina contra o HPV que pode ser tomada por meninas dos 9 aos 45 anos e meninos, entre os 9 e os 26 anos, e que diminui os riscos de ser contaminado. Porém, a melhor forma de prevenção continua a ser a utilização de preservativo durante o contato íntimo, mesmo após ter tomado a vacina.

Veja de forma simples como identificar e tratar o HPV assistindo ao vídeo a seguir:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE