Bicho geográfico

publicidade

O bicho geográfico, cientificamente chamado de Larva migrans cutânea, é uma doença de pele causada pela Larva Migrans presente nas fezes de animais domésticos, como o cachorro e o gato, por exemplo. Locais comuns de contaminação são o próprio quintal de casa, andar descalço na areia da praia, gramados e parques infantis.

Sintomas do bicho geográfico

O principal sintoma do bicho geográfico é a coceira na pele que se intensifica a noite. O parasita entra na pele e instala-se ali, movimentando-se sempre, avançando cerca de 1 cm por dia. Ele pode entrar em qualquer parte do corpo, embora seja mais comum nos pés, por andar descalço em locais onde o cachorro e o gato podem fazer cocô.

A principal característica do bicho geográfico é gerar uma lesão na pele semelhante a um mapa, na cor avermelhada, que deve estar um pouco mais inchada que o restante da pele.

Fotos do bicho geográfico

Diagnóstico do bicho geográfico

É feito pela observação do local.

Tratamento para bicho geográfico

O tratamento para o bicho geográfico é feito com medicamentos de via oral ou pomada. Quando o bicho geográfico morre, seus vestígios podem provocar muita coceira e passar uma pedrinha de gelo no local pode aliviar este desconforto, sendo este um ótimo tratamento caseiro.

Prevenção do bicho geográfico

Como forma de prevenção contra o bicho geográfico, recomenda-se o uso de sapatos fechados e evitar o contato com qualquer solo possivelmente contaminado. No entanto, a desparasitação dos animais domésticos é de extrema importância.

Referência Bibliográfica

ARAUJO, FR; ARAUJO CP; WERNECK, MR; GÓRSKI A. Larva migrans cutânea em crianças de uma escola em área do Centro-Oeste do Brasil. Acesso em Jan. 2012.

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 24/04/2014 Última data de atualização da página: 24/01/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.