Como melhorar o colesterol bom

PUBLICIDADE

O colesterol HDL é conhecido como colesterol bom porque atua retirando moléculas de gordura do sangue e por isso é bom que seus valores estejam sempre acima de 45 mg/dL, em mulheres e diabéticos, e acima de 60 mg/dL no restante da população.

A produção do HDL ocorre no fígado por mecanismos que não se pode controlar, mas a alimentação também pode influenciar na sua produção, aumentando seus valores, protegendo o corpo de doenças cardiovasculares como aterosclerose, infarto e AVC, por exemplo.

O que fazer para aumentar o colesterol bom

Para aumentar a concentração de colesterol HDL no sangue é recomendado investir numa alimentação saudável, sendo importante:

  • Evitar o açúcar e os alimentos que contém gorduras trans, assim como o consumo de alimentos com gordura vegetal, como côco, abacate, nozes, amêndoas e azeitona;
  • Aumentar o consumo de alimentos fonte de ômega 3, 6 e 9, como o salmão, atum e sardinha, pelo menos para 3 vezes por semana.

Como melhorar o colesterol bom
Como melhorar o colesterol bom

Outra orientação importante é aumentar a atividade física, passando a fazer exercícios, pelo menos, 3 vezes por semana, para melhorar o sistema cardiovascular e consumir as reservas de gordura do corpo e também a gordura que possa estar disponível no próprio sangue devido a alimentação.

Quando além do colesterol bom baixo, o paciente apresenta colesterol ruim alto o cardiologista pode indicar o uso de medicamentos para que o controle seja alcançado mais rápido. Em todo caso, os remédios naturais podem ajudar. Veja alguns exemplos: Remédios caseiros para baixar o colesterol.

Sintomas de colesterol HDL baixo

O colesterol HDL baixo não produz nenhum sintoma doloroso como sinal de alerta, mas é possível suspeitar estar com os níveis de colesterol bom baixos se tiver gordura abdominal, for sedentário e tiver uma alimentação rica em gorduras e açúcares. Nestes casos, o indivíduo deve realizar um exame de sangue para avaliar o colesterol e assim tomar as medidas necessárias para regular o colesterol. Após cerca de 3 meses deve-se repetir o exame. Confira quais são os Valores de referência para o colesterol.

Porque o colesterol HDL fica baixo

O colesterol HDL pode ficar baixo devido a fatores genéticos que podem envolver a tireoide e devido a hábitos como sedentarismo, má alimentação, acumulo de gordura no abdômen, dieta muito pobre em gordura, triglicerídeos altos, tabagismo e o uso de medicamentos hormonais.

Crianças com colesterol HDL baixo geralmente tem história de doença cardiovascular na família, sendo também comum em crianças que estão muito acima do peso e que consomem muito açúcar e não praticam nenhuma atividade física. Nesse caso, o exame de sangue para o colesterol deve ser feito a partir dos 2 anos de idade. Entenda quando isso pode acontecer: O que fazer quando o colesterol alto é genético.

Quando o colesterol bom está baixo, com valores menores que 45 mg/dL, há um aumento do risco de doenças cardiovasculares porque a probabilidade de acumulo de gordura nas paredes das artérias aumenta. Assim, as consequências de HDL baixo podem ser:

  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Trombose venosa profunda;
  • Doenças arteriais;
  • Acidente vascular cerebral (AVC).

O risco de complicações de HDL baixo é maior em indivíduos que possuem colesterol LDL e VLDL altos, e também quando há excesso de peso, pressão alta, tabagismo e diabetes. Nestas situações equilibrar os níveis de colesterol é ainda mais necessário.

Riscos do colesterol HDL alto

O colesterol HDL alto não traz qualquer prejuízo para saúde, mas também não parece ter um melhor efeito protetor sobre o coração.

Esta elevação de HDl pode ser causada pela prática regular de exercícios aeróbicos, como corrida, por exemplo, devido ao consumo exagerado de alimentos ricos em gordura saturada e colesterol, consumo regular de bebidas alcoólicas e medicamentos com estrogênios, por exemplo.

PUBLICIDADE