Como identificar e tratar a Gravidez Psicológica

PUBLICIDADE

A gravidez psicológica, cientificamente chamada de pseudociese, é um transtorno psicológico que afeta principalmente as mulheres que desejam muito engravidar e não conseguem ou aquelas que possuem um grande medo de engravidar, como as adolescentes, por exemplo.

Sintomas da gravidez psicológica

Na gravidez psicológica a mulher pode apresentar os mesmos sintomas de uma gravidez normal, tais como:

  • Enjoos matinais
  • Desejos alimentares
  • Ausência da menstruação
  • Crescimento da barriga e das mamas
  • Pode haver produção de leite materno

Contudo, não há nenhum bebê dentro do útero.

Os sintomas da gravidez psicológica podem ser explicados pelo estímulo psicológico do hipotálamo e da hipófise que, por sua vez, geram um aumento de prolactina no sistema endócrino, culminando nos sintomas de uma gravidez verdadeira.

Para identificar a gravidez psicológica é aconselhado fazer exames como o teste caseiro de gravidez, o exame de sangue Beta HCG e o ultrassom. Todos os exames sempre vão mostrar um resultado negativo, mas muitas vezes isto não é suficiente para convencer a mulher, pois seu corpo "comprova" que ela realmente está grávida, tratando-se de um problema psicológico que merece um tratamento adequado.

O que pode causar a gravidez psicológica

Algumas possíveis causas de uma gravidez psicológica são o desejo iminente de engravidar ou grande temor de engravidar associado a situações como desequilíbrio emocional, baixa auto-estima, depressão, aborto recente ou dificuldade para engravidar, por exemplo. As mulheres mais propensas a desenvolver a gravidez psicológica são as casadas, com problemas conjugais e as que passaram por experiências amorosas mal sucedidas, envolvendo abandono, separação e gravidez.

Como lidar com a gravidez psicológica

O tratamento para gravidez psicológica pode ser feito com o uso de medicamentos hormonais para regularizar a menstruação e para parar a produção de leite materno, mas, além disso, é fundamental o acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra para eliminar as causas que levaram ao desenvolvimento da gravidez psicológica.

O tratamento pode demorar meses e o mais importante é que a mulher saiba que ela não precisa de ter um bebê para ser amada. O apoio de amigos e familiares é essencial para que a mulher atravesse esta fase que tende a ser tão sensível e marcante.

Veja também:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE