Como identificar e tratar a Gravidez Psicológica

PUBLICIDADE

A gravidez psicológica, também chamada de pseudociese, é um problema emocional que acontece quando os sintomas de gravidez estão presentes, mas não existe feto se desenvolvendo no útero da mulher, o que pode ser confirmado na ultrassonografia.

Este problema afeta principalmente mulheres que desejam muito ficar grávidas ou naquelas que têm um grande receio de engravidar, como durante a adolescência, por exemplo.

Sintomas de gravidez psicológica

Os sintomas da gravidez psicológica são os mesmos de uma gravidez normal, apesar de não haver bebê sendo formado, tais como:

  • Enjoos;
  • Sonolência;
  • Desejos alimentares;
  • Ausência da menstruação;
  • Crescimento da barriga e das mamas;
  • Sensação de sentir o feto se mexer;
  • Produção de leite materno.

Esses sintomas são devidos a estímulos psicológicos que geram um aumento na produção dos hormônios da gravidez, como a prolactina, o que resulta em sintomas iguais aos de uma gravidez verdadeira. Veja os 10 primeiros sintomas de gravidez que também podem surgir em caso de gravidez psicológica.

Sintomas de gravidez, mas ausência de feto.
Sintomas de gravidez, mas ausência de feto.

Diagnóstico da gravidez psicológica

O diagnóstico da gravidez psicológica é feito através de exames como o teste de farmácia de gravidez e o exame de sangue Beta HCG, que irão dar resultado negativo, ou pelo exame de ultrassom, o qual irá mostrar que não existe feto no útero na mulher.

No entanto, algumas vezes os resultados dos exames não são suficientes para convencer a mulher de que não existe gravidez real, sendo necessário nesses casos acompanhamento psicológico para tratar o problema.

Testes de gravidez dão resultados negativos
Testes de gravidez dão resultados negativos

O que pode causar a gravidez psicológica

As causas mais frequentes de gravidez psicológica são:

  • Desejo intenso de engravidar e dificuldade para engravidar;
  • Grande temor de engravidar;
  • Depressão e baixa auto-estima;
  • Período pós-histerectomia;
  • Desejo intenso de ter um companheiro ou de segurar o namorado;
  • Problemas conjugais, que fazem a mulher acreditar que a gravidez pode salvar o casamento.

Apesar de ser mais frequente nas mulheres, a gravidez psicológica também pode ocorrer em homens, geralmente como resultado de uma intensa ligação com a gravidez da parceira.

Como lidar com a gravidez psicológica

O tratamento para gravidez psicológica pode ser feito com o uso de medicamentos hormonais para regularizar a menstruação e para parar a produção de leite materno, mas também é fundamental o acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra para eliminar as causas que levaram ao desenvolvimento desse problema.

A duração do tratamento depende da compreensão e da colaboração da mulher e dos familiares, mas pode demorar meses para que o problema seja totalmente superado. É importante lembrar que parte essencial do tratamento é o apoio de amigos e familiares, que ajudam a criar um ambiente seguro no qual a mulher sente-se amada mesmo sem ter um bebê.

Saiba como identificar precocemente a gravidez em:

PUBLICIDADE