Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

publicidade

O uso de antibióticos pode cortar o efeito da pílula anticoncepcional devido a uma interação medicamentosa entre eles, e por isso para evitar uma gravidez indesejada o casal deverá usar camisinha enquanto a mulher estiver tomando o antibiótico e até 7 dias depois de parar o antibiótico.

O antibiótico pode cortar o efeito da pílula de 21 e 24 dias, e também das injeções anticoncepcionais e da pílula do dia seguinte. No entanto, não corta o efeito da pílula de uso contínuo.

Se tomou o antibiótico e teve relação sem camisinha, pode estar grávida, por isso deve fazer um teste de gravidez que se compra na farmácia. Veja o melhor momento para fazer o teste em: Teste de gravidez.

Porque o antibiótico corta o efeito da pílula?

O antibiótico pode cortar o efeito do anticoncepcional porque diminui a concentração de hormônios presentes na pílula, que circulam no sangue, tornando-a ineficaz. Isso ocorre porque os antibióticos destroem as bactérias intestinais responsáveis por gerar reações enzimáticas que impediriam o período fértil.

Esta interação medicamentosa pode ocorrer com o uso de qualquer antibiótico, como amoxicilina, azitromicina e outros. Veja mais exemplos de medicamentos em: Remédios que diminuem a eficácia da pílula.

Ainda não se sabe explicar porque o antibiótico não corta o efeito da pílula de uso contínuo.

Veja também:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade