Anticoncepcional na amamentação

publicidade

​A pílula anticoncepcional mais indicada para o período da amamentação é a que possui apenas a progesterona, como por exemplo a Cerazette, uma pílula anticoncepcional de uso contínuo. Outros nomes de anticoncepcional indicados para a fase da amamentação são Micronor, Minipil e Depo-provera, que é injetável.

Até quando devo tomar a pílula da amamentação

É recomendado tomar a pílula com 1 hormônio, que é um pouco mais fraca que a pílula combinada, até quando o bebê passar a mamar apenas 1 ou 2 vezes por dia. Quando o bebê chegar nesta fase, que deve ser por volta de 9 meses a 1 ano de idade, a mãe poderá voltar a utilizar o mesmo método anticoncepcional que usava antes de engravidar, mas sempre sob a orientação do seu ginecologista.

Veja também: Como escolher o melhor método anticoncepcional.

Como tomar o anticoncepcional na amamentação

A pílula anticoncepcional com 1 hormônio pode começar a ser tomada 15 dias após o parto ou em qualquer outro momento da amamentação. Recomenda-se voltar a ter relações sexuais após 15 dias do início da cartela, para evitar uma gravidez indesejada.

O uso da pílula anticoncepcional durante a amamentação deve ser feito diariamente, rigorosamente no mesmo horário, sem tempo de intervalo entre as caixas, até que o bebê deixe de mamar exclusivamente. Nesse momento, a mulher deverá voltar a tomar a pílula que contém 2 hormônios associados, para aumentar a sua eficácia contra a gravidez.

Efeitos do anticoncepcional na amamentação

O principal efeito do uso da pílula anticoncepcional na amamentação é evitar a gravidez. Mas, durante o uso da pílula de uso contínuo, é possível que a mulher:

  • Tenha uma pequena diminuição do leite materno;
  • Fique sem menstruar ou tenha pequenos sangramentos vários dias do mês;
  • Tenha retenção de líquidos.

Os efeitos da pílula combinada no bebê que ainda mama não são totalmente conhecidos mas sabe-se que uma pequena quantidade da pílula combinada passa para o leite, podendo ser prejudicial à longo prazo e é por isso que é recomendado tomar apenas a mini pílula enquanto o bebê estiver mamando mais de 2 vezes ao dia.

Outros métodos anticoncepcionais na amamentação

Além da minipílula, outros métodos anticoncepcionais que podem ser utilizados durante a amamentação são:

  • preservativo; DIU com ou sem hormônios; injeção de progesterona;
  • anel vaginal/diafragma ou implante.

O coito interrompido e a tabelinha não são métodos contraceptivos eficazes e podem gerar uma gravidez indesejada. Em caso de dúvida, o ginecologista poderá indicar a melhor solução.

Amamentação funciona como método anticoncepcional?

A amamentação só serve como método anticoncepcional se o bebê estiver em aleitamento materno exclusivo, sem ingerir nenhum outro tipo de alimento, leite ou mamadeira. Isso porque quando o bebê mama várias vezes ao dia e com muita intensidade de sucção o organismo da mulher inibe a ovulação e, portanto, não entra no período fértil. Apesar disso, há mulheres que conseguiram engravidar mesmo assim e, por isso, os médicos não indicam a amamentação como método anticoncepcional. Saiba mais em: Engravidar na amamentação.

Veja também: Menstruação pós gravidez.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade