Concussão cerebral

publicidade

A concussão cerebral é uma lesão no cérebro que, normalmente, altera temporariamente as funções normais do cérebro, como memória, concentração ou equilíbrio, por exemplo.

Geralmente, a concussão cerebral é mais frequente após traumas graves, como acidentes de trânsito, mas também pode surgir devido a quedas ou pancadas na cabeça devido esportes de contato. Desta forma, mesmo pancadas leves na cabeça podem provocar uma pequena concussão cerebral, no entanto, não existe desenvolvimento de sintomas e a lesão desaparece sozinha com o tempo.

Porém, todas as concussões cerebrais provocam pequenas lesões no cérebro e, por isso, caso aconteçam repetidamente ou caso sejam muito graves, podem provocar o desenvolvimento de sequelas como epilepsia ou perda de memória.

Tratamento para concussão cerebral

O tratamento para concussão cerebral deve ser orientada por um neurologista, uma vez que é necessário avaliar a gravidade da lesão. Assim, quando os sintomas são leves e a concussão é pequena pode ser recomendado apenas repouso absoluto, devendo-se evitar trabalhar ou fazer outras atividades como:

  • Fazer exercícios mentais que necessitem de muita concentração, como fazer cálculos;
  • Ver televisão, utilizar o computador ou jogar videogame;
  • Ler ou escrever.

Estas atividades devem ser evitadas até que os sintomas diminuam ou até indicação do médico, devendo ser adicionadas gradualmente às atividades diárias.

Além disso, o médico também pode recomendar o uso de analgésicos, como Acetominofeno ou Paracetamol, para aliviar as dores de cabeça. No entanto, devem ser evitados anti-inflamatórios, como Ibuprofeno ou Aspirina, pois aumentam o risco de hemorragia cerebral.

Nos casos mais graves, em que surgem lesões cerebrais graves, como perda de memória ou coma, por exemplo, é necessário ficar internado no hospital durante, pelo menso, 1 semana para manter uma avaliação constante do paciente e fazer o tratamento com remédios diretamente na veia.

Sequelas da concussão cerebral

As sequelas da concussão cerebral dependem da gravidade da lesão no cérebro,mas o mais frequente é que o paciente não apresente qualquer sequela após o tratamento. No entanto, nos casos mais graves, podem surgir sequelas como epilepsia, tonturas frequentes, dor de cabeça constante, vertigens ou perda de memória, por exemplo.

As sequelas da concussão cerebral podem ir diminuindo ao longo do tempo ou necessitar de tratamento para serem controladas.

Sintomas de concussão cerebral

Os principais sintomas de concussão cerebral incluem:

  • Dor de cabeça constante;
  • Perda temporária de memória;
  • Tonturas e confusão;
  • Náuseas e vômitos;
  • Fala lenta ou alterada;
  • ​Cansaço excessivo;
  • Sensibilidade excessiva à luz;
  • Dificuldade para adormecer.

Estes sintomas surgem após um trauma como queda, pancadas na cabeça ou acidente de trânsito, porém, podem ser leves e, por isso, muitas vezes não são relacionados com o trauma, desaparecendo em alguns dias sem necessitar de tratamento.

Quando ir no médico

É recomendado ir imediatamente ao pronto-socorro quando:

  • A concussão surge em uma criança;
  • Surgem vômitos imediatamente após o trauma;
  • Acontece desmaio por mais de 30 segundos;
  • Surge dor de cabeça que piora ao longo do tempo;
  • Dificuldade para pensar ou concentrar.

Estes são os sintomas mais graves que devem ser avaliados o mais rápido possível por um médico, no entanto, é sempre recomendado ir ao hospital após um trauma na cabeça sempre que os sintomas demoram mais de 2 dias para desaparecer.

Saiba mais sobre as possíveis sequelas da concussão em:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade