Candidíase vaginal

A candidíase vaginal é uma infecção muito comum entre as mulheres devido ao desenvolvimento do fungo candida albicans, que faz parte da flora normal da região íntima da mulher.

A candidíase vaginal é mais frequente em grávidas e algumas das suas principais causas incluem o uso excessivo de antibióticos, a diabetes ou os maus hábitos de higiene, porque facilitam o crescimento de fungos ou o enfraquecimento do sistema imune.

Porém, a candidíase vaginal tem cura e o seu tratamento deve ser feito com o uso de pomadas antifúngicas receitadas pelo ginecologista.

A candidíase vaginal não é uma doença sexualmente transmissível, mas durante o tratamento o casal deve utilizar preservativo para evitar transmitir fungos de uma pessoa para a outra.

Imagens da Candidíase Vaginal

Como tratar a candidíase vaginal

O tratamento da candidíase vaginal pode durar até 15 dias e não dói, sendo feito com a aplicação de pomadas antifúngicas como:

  • Nistatina;
  • Clotrimazol;
  • Cicloexilmetilamina;
  • Cetoconazol.

Estas pomadas devem ser aplicadas até 2 vezes por dia ou de acordo com as indicações do ginecologista, não devendo existir contato íntimo durante o tratamento.

Em alguns casos, também pode ser utilizada uma dose única oral de remédio antifúngico, como o Fluconazol, especialmente em situações de candidíase vaginal recorrente. Saiba mais sobre os medicamentos para candidíase vaginal em: Medicamentos para candidíase.

Tratamento caseiro para candidíase vaginal

Um ótimo tratamento caseiro para candidíase vaginal é lavar a região íntima com água e vinagre, na proporção de 4 colheres de vinagre para meio litro de água.

É também importante adotar alguns cuidados para evitar a recorrência da candidíase vaginal, como:

  • Lavar e secar bem a região íntima;
  • Utilizar roupa pouco apertada e de algodão;
  • Dar preferência para a ingestão de probióticos e lactobacillus, como iogurte;
  • Não utilizar produtos de higiene íntima com químicos.

Além disso, deve-se evitar alimentos ricos em carboidratos, gordura e açúcar, pois são a principal fonte de alimento do fungo causador da candidíase vaginal.

Sintomas da candidíase vaginal

Os sintomas da candidíase vaginal, geralmente, aparecem quando a imunidade do organismo está diminuída e incluem:

  • Corrimento de cor branca, tipo leite coalhado;
  • Coceira intensa e sensação de ardência na região íntima;
  • Dor e ardência durante o contato íntimo;
  • Inchaço e vermelhidão da região íntima.

A mulher com estes sintomas deve consultar o ginecologista para fazer o diagnóstico da infecção e iniciar o tratamento adequado.

Quando a mulher tem candidíase, pode transmitir ao homem durante as relações, mas geralmente, os homens não desenvolvem os sintomas, podendo voltar a infectar a mulher depois do tratamento.

Saiba mais sobre a candidíase e o seu tratamento em:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.