Broncopneumonia: O que é e como tratar

Febre, dificuldade para respirar, cansaço, fraqueza muscular, calafrios e tosse com catarro são alguns dos sintomas provocados pela broncopneumonia. A broncopneumonia é um tipo de pneumonia que afeta diferentes e pequenas regiões do pulmão, enquanto que na pneumonia, a infecção pode estar concentrada numa só região do pulmão. O diagnóstico da doença apenas pode ser feito pelo clinico geral ou pneumonologista, pois ela provoca o acúmulo de pus nos alvéolos e bronquíolos do pulmão.

Geralmente, a broncopneumonia é mais frequente em bebês, idosos ou pessoas com sistema imune enfraquecido, surgindo especialmente após uma gripe mal curada ou quando existe engasgamento com líquidos, como água ou sopa. 

Principais sintomas

Para identificar se é uma broncopneumonia, deve ficar atento ao surgimento de sintomas como: 

  • Febre superior a 38 ºC; 
  • Dificuldade para respirar e sensação de falta de ar; 
  • Cansaço e fraqueza muscular; 
  • Calafrios; 
  • Tosse com catarro; 
  • Aumento dos batimentos cardíacos; 
  • Lábios e pontas dos dedos arroxeados.

Broncopneumonia: O que é e como tratar

No bebê e na criança

No bebê e na criança, os sintomas podem ser um pouco diferentes, e geralmente incluem: 

  • Febre;
  • Respiração ruidosa e rápida;
  • Catarro;
  • Cansaço e sonolência; 
  • Falta de apetite. 

A broncopneumonia no bebê é muito frequente, uma vez que o seu sistema imune ainda se encontra pouco desenvolvido, o que facilita o desenvolvimento de bactérias e outros micro-organismos que podem causar este tipo de infecções. Assim que os primeiros sintomas surgem, é importante consultar logo o pediatra para prevenir o agravamento da doença. 

Como é feito o Tratamento

O tratamento da broncopneumonia em grande parte dos casos pode ser feito em casa, através da toma de remédios antibióticos como ceftriaxona e azitromicina, que combatem os microorganismos responsáveis por causar a doença. Além disso, o clínico geral ou pneumologista também pode recomendar a toma de remédios para aliviar e acalmar a tosse ou uma dieta líquida para prevenir a desidratação. 

Geralmente, o tratamento dura em média 14 dias e durante esse tempo é recomendado ter outros cuidados como: 

  • Repousar e evitar fazer esforços;
  • Evitar mudanças bruscas de temperatura para uma correta recuperação;
  • Beber no mínimo 2 litros de água; 
  • Fazer nebulizações regulares com soro fisiológico; 
  • Evitar fumar ou ir em locais com fumaça. 

Além disso, para evitar a transmissão da doença deve também tapar a boca para tossir, lavar regularmente as mãos e deve evitar ir a lugares públicos e fechados. 

Em casos mais graves, a broncopneumonia pode levar ao internamento, onde poderá ser necessário receber oxigênio, fazer injeções de antibiótico e realizar Fisioterapia Respiratória, que ajuda a liberar as vias respiratórias. 

Quando surgem os primeiros sintomas de broncopneumonia é importante ir clinico geral ou pneumologista para realizar um raio-x do tórax e ausculta pulmonar, de forma a que a doença possa ser diagnosticada e possa ser iniciado o seu tratamento. 

Mais sobre este assunto: