Entenda como é feito o tratamento da Alergia Alimentar

PUBLICIDADE

O tratamento para a alergia alimentar depende dos sintomas manifestados e da sua gravidade, sendo geralmente feito com remédios anti-histamínicos como Loratadina ou Allegra, ou mesmo com remédios corticoides como a Betametasona por exemplo, que servem para aliviar e tratar os sintomas que a alergia causa.

Para prevenir o surgimento da alergia, é recomendada a dieta específica de exclusão dos alimentos que provocam a reação alérgica, onde todos os alimentos que causam alergia não são consumidos no dia-a-dia. Por exemplo, se tiver alergia ao glúten, o mais recomendado é não pode comer alimentos que contenham glúten na sua composição como pão, biscoitos, massas e cereais, ou por outro lado, se tiver alergia ao leite, não deve comer nada que contenha leite ou vestígios de leite, como iogurte, queijos, bolos e biscoitos, por exemplo.

PUBLICIDADE

Entenda como é feito o tratamento da Alergia Alimentar

Em alguns casos mais graves de reação de alergia a alimentos, pode ocorrer choque anafilático e falta de ar, e nestes casos o tratamento é feito com uma injeção de adrenalina e máscara de oxigênio, para controlar o sintomas, evitar a asfixia e ajudar na respiração.

O tratamento da alergia alimentar deve ser sempre feito com acompanhamento médico, para que o alimento causador da alergia possa ser corretamente identificado. Além disso, nos casos onde é necessário retirar alguns alimentos da alimentação, é recomendado o acompanhamento de um nutricionista, para evitar o possível desenvolvimento deficiências nutricionais, que levam a outros problemas como queda de cabelo, unhas fracas, problemas na pele e dificuldades de cicatrização.

Como conviver com uma alergia alimentar?

Viver com uma alergia alimentar pode não ser fácil, porém existem alguns cuidados e dicas que facilitam e que evitam o surgimento da alergia.

Se a alergia ao alimento for leve, é possível ingerir esse alimento em quantidades moderadas, depois de tomar remédios antialérgicos indicados pelo médico que previnem a alergia. Assim, se tiver uma alergia leve ao ovo, camarão ou ao leite por exemplo, que causa apenas sintomas mais leves como coceira, vermelhidão e bolinhas vermelhas na pele, pode comer estes alimentos de vez em quando, mas sempre em quantidades pequenas.

Além disso, é preciso não esquecer os alimentos que podem conter alergênicos em sua composição, como é o caso dos bolos que contêm leite e ovos, o sushi que pode ter amendoim, o Kani Kama que contém peixe e ovo ou a maionese que contém ovo.

Se a alergia ao alimento for grave e pode facilmente causar choque anafilático, o alimento nunca pode ser ingerido, sendo muito importante estar atento para nunca ingerir o alimento ou alimentos que possam conter o alergênio na sua composição.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE