Alergia ao ovo

publicidade

A alergia ao ovo pode ser identificada nos primeiros anos de vida da criança e deve-se a uma reação alérgica do organismo em relação a uma proteína presente na clara do ovo. Os principais causadores da alergia ao ovo estão na clara, são eles: ovoalbumina, ovomucoide e conalbumina.

Sintomas de alergia ao ovo

Os sintomas de alergia ao ovo podem surgir de 30 minutos ou até 4 horas após a ingestão do alimento. Estes sintomas podem ser:

  • Urticária: placas avermelhadas e inchadas na pele;
  • Dificuldade para respirar: respiração curta e rápida;
  • Inchaço da língua e ou garganta;
  • Pressão baixa.

Diagnóstico da alergia ao ovo

O diagnóstico da alergia ao ovo pode ser através do teste da provocação, isto é ingerir o ovo e observar a ocorrência dos sintomas acima citados ou através do teste cutâneo da alergia ao ovo ou teste sorológico. O teste da provocação oral só deve ser realizado pelo médico pelo risco do indivíduo sofrer uma forte reação alérgica que pode causar asfixia.

Tratamento para alergia ao ovo

O tratamento para alergia ao ovo é basicamente excluí-lo da alimentação, e por isso o indivíduo não deverá comer ovo ou qualquer outro alimento que seja preparado com ovo como bolos, pão e biscoitos, por exemplo. É importante ainda observar atentamente os rótulos dos alimentos pois em muitos existe a indicação de que pode haver vestígios de ovo e por isso, estes também não devem ser consumidos.

A alergia ao ovo é mais comum na infância mas na maior parte das vezes, esta alergia é solucionada naturalmente após alguns anos, sem a necessidade de tratamento específico.

Vacina e alergia ao ovo

Algumas vacinas utilizam a clara de ovo quando são fabricadas, e por isso, as crianças ou adultos que tenham grave alergia ao ovo não devem receber estas vacinas. Mas a maior parte dos indivíduos, só possui uma alergia leve ao ovo e para estes a toma da vacina pode ser realizada normalmente. Contudo, se o médico achar que o indivíduo pode ter uma alergia ao ovo grave, ele poderá fazer um tratamento chamado dessensibilização ao ovo antes da vacina ser aplicada.

Prevenção da alergia ao ovo

A prevenção da alergia ao ovo pode ser feita ao introduzir o ovo inteiro na alimentação da criança somente após ela completar 1 ano de idade. A gema do ovo pode ser oferecida para o bebê pela primeira vez quando ele completar 9 meses de vida, mas primeiro deve-se oferecer somente 1/4 de uma gema de ovo cozida para avaliar se o bebê apresenta sintomas ou não, e após 15 dias pode-se oferecer metade de uma gema e após outros 15 dias, a gema inteira, sempre observando se o bebê apresenta alguma reação.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 21/10/2014 Última atualização da página: 11/04/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.