Saiba como identificar os sinais e sintomas do Alzheimer

Alguns sintomas que são muito frequentes no Mal de Alzheimer são a perda de memória, como esquecer nomes e situações, especialmente as mais recentes e a dificuldade em usar as palavras certas numa conversa, tornando as frases de difícil compreensão.

A doença de Alzheimer é mais comum em idosos e não tem cura, sendo que o tratamento é feito com medicamentos, fisioterapia e estimulação cognitiva para controlar os sinais e sintomas que vão agravando progressivamente.

Além disso, a evolução dos sintomas da Doença de Alzheimer pode ser dividida em três fases, leve, moderada e grave, no entanto, os sintomas dos diferentes estágios podem se misturar.

Fase 1: Sintomas da fase inicial do Alzheimer

No estágio inicial, podem surgir sintomas como:

Saiba como identificar os sinais e sintomas do Alzheimer

  • Perda da memória, principalmente dos acontecimentos mais recentes, como esquecer as chaves de casa, esquecer o nome de alguém ou não recordar que esteve naquela casa, por exemplo;
  • Desorientação no tempo e no espaço, tendo dificuldade em voltar para casa ou não saber o dia da semana ou a estação do ano;
  • Dificuldade para tomar decisões simples, como cozinhar ou fazer compras;
  • Repetir constantemente a mesma informação;
  • Perda de vontade em realizar atividades do dia-a-dia;
  • Comportamentos agressivos ou ansiedade;
  • Alterações de humor com momentos de apatia, riso e choro frequente;
  • Confusão mental como não saber onde está ou para onde ia ou se perder em locais conhecidos.

Geralmente, estes sintomas não são percebidos porque são associados ao envelhecimento normal e, para fazer o diagnóstico do Alzheimer é preciso ir no médico assim que os sintomas começarem a surgir. Se seu parente apresenta algum destes sintomas faça o Teste rápido de Alzheimer com ele.

Fase 2: Sintomas da fase moderada do Alzheimer

Progressivamente os sintomas começam sendo mais evidentes e surge:

Saiba como identificar os sinais e sintomas do Alzheimer

  • Dificuldade para cozinhar ou limpar a casa, deixando o fogão ligado, colocando na mesa alimentos crus ou usando os utensílios errados para limpar a casa, por exemplo;
  • Dificuldade para fazer a higiene pessoal ou esquecer de se limpar, usando a mesma roupa constantemente ou andando sujo;
  • Dificuldade para se comunicar, não recordando as palavras ou dizendo frases sem sentido e apresentando pouco vocabulário;
  • Dificuldade para ler e escrever;
  • Desorientação em locais conhecidos, perdendo-se dentro da própria casa, urinando no cesto do lixo, ou confundido os cômodos;
  • Alucinações, como ouvir e ver coisas que não existem;
  • Ficar sempre muito desconfiado, principalmente de roubos.

Nesta fase o idoso torna-se depende de um familiar para se cuidar, porque já não consegue fazer as tarefas do dia a dia, devido a todas as dificuldades e confusão mental. Além disso, começa a se observar dificuldade para andar e alterações do sono.

Fase 3: Sintomas da fase avançada do Alzheimer

Na fase mais grave, os sintomas anteriores estão presentes de forma mais intensa e surgem outros, como:

Saiba como identificar os sinais e sintomas do Alzheimer

  • Não memorizar nenhuma informação nova e não recordar as informações antigas;
  • Esquecer dos familiares, amigos e locais conhecidos, não identificando o nome nem reconhecendo o rosto;
  • Perder habilidade para fazer movimentos simples com os braços e as pernas, como comer com uma colher;
  • Dificuldade para entender o que acontece em sua volta,
  • Ter incontinência urinária e de fezes;
  • Apresentar comportamentos incorretos, como arrotar ou cuspir no chão;
  • Dificuldade para andar, sentar ou levantar, por exemplo.

O paciente pode necessitar de cadeira de rodas ou mesmo ficar acamado, tornando-se dependente de outras pessoas para realizar todas as tarefas.

Estes sintomas geralmente iniciam perto dos 70 anos de idade, mas podem iniciar aos 30 anos evidenciando o Alzheimer precoce, que neste caso é hereditário, mas muito raro. Veja como identificar o Alzheimer precoce.

Como diagnosticar o Alzheimer

Para fazer o diagnóstico do Alzheimer deve-se ir no psiquiatra e, o médico:

  • Avalia a história clínica do indivíduo e observa os sinais e sintomas da doença;
  • Indica a realização de exames como ressonância magnética e tomografia computadorizada;
  • Faz testes de memória e cognição, como a Escala Mini Mental State, por exemplo.

Só através destes diferentes exames é que o médico pode indicar qual o tipo de demência que o individuo possui.

Tratamento para Alzheimer

O tratamento para o Alzheimer é feito de forma a controlar os sintomas, através da toma de medicamentos, como Memantina, fisioterapia para preservar o movimento dos braços e das pernas e terapia ocupacional e psicoterapia para manter o máximo de memória possível.

Como esta doença ainda não tem cura o tratamento deverá ser realizado por toda vida. Veja mais detalhes sobre o tratamento para alzheimer.

Mais sobre este assunto: