Tomar líquidos durante as refeições faz mal?

Ao ingerir algum líquido, seja água, suco, refrigerante ou bebidas alcoólicas durante a refeição o suco gástrico fica mais diluído e retarda a digestão dos carboidratos e das proteínas aumentando a fermentação, que pode gerar gases e arrotos.

A refeição se torna menos nutritiva porque os nutrientes presentes na refeição podem não ser devidamente digeridos e parte das vitaminas e minerais da refeição não são absorvidas, embora as calorias permaneçam as mesmas.

Além disso, beber à refeição engorda porque os líquidos roubam espaço dos alimentos sólidos no estômago o que faz a pessoa parar de comer mais cedo, mas por outro lado ela chega na próxima refeição com mais fome. Por isso esta estratégia para emagrecer está errada, aumentando inclusive os riscos de refeições maiores e menos selecionadas e por isso o resultado é o aumento do peso na balança. Se você deseja emagrecer, experimente fazer a dieta do limão.

Tomar líquidos durante as refeições faz mal?

Como tomar líquidos sem prejudicar a digestão

A quantidade de líquido permitida varia conforme a capacidade do indivíduo, mas em geral cerca de 100 ml é o ideal. Em média meio copo de água ou qualquer outro líquido ao fim da refeição, é o suficiente para matar a sede e ajudar degustar melhor a comida e a não engasgar, não sendo prejudicial à saúde.

O ideal é tomar água ou outros líquidos claros, como chá ou suco de fruta, 30 minutos antes de comer e quando chegar no final da refeição, tomar meio copo de líquidos para melhorar a digestão e não ficar com a barriga muito cheia ou estufada. Se você sofre com a má digestão, experimente este remédio caseiro que é muito eficaz.

Mais sobre este assunto: