Como identificar e tratar a Meningite Bacteriana

A meningite bacteriana é a infecção que provoca a inflamação do tecido que envolve o cérebro e a medula, causada por uma bactéria como Neisseria meningitidis, Streptococcus pneumoniae, Mycobacterium tuberculosis ou Haemophilus influenzae, por exemplo.

Geralmente, a meningite bacteriana é uma situação grave que pode colocar em risco a vida da pessoa, caso não seja tratada adequadamente. Apesar disso, a meningite bacteriana tem cura, mas a pessoa deve ser levada para o hospital assim que os primeiros sintomas apareçam para receber o tratamento adequado.

Se deseja saber informações sobre a meningite viral veja aqui.

Como identificar e tratar a Meningite Bacteriana

Sintomas de meningite bacteriana

O tempo de incubação da bactéria geralmente é de 4 dias até que a pessoa comece a apresentar os primeiros sintomas de meningite, que podem ser: 

  • Febre acima de 38º C;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dor ao virar o pescoço;
  • Manchas roxas na pele;
  • Rigidez muscular no pescoço;
  • Cansaço e apatia;
  • Sensibilidade à luz ou ao som;
  • Confusão mental.

Além destes, os sintomas de meningite no bebê podem incluir irritabilidade, choro forte, convulsões e moleira dura e tensa. Saiba reconhecer outros sinais e sintomas da meningite infantil aqui.

O médico pode chegar ao diagnóstico da meningite bacteriana após observar os sintomas apresentados e o exame líquor cefaloraquidiano. O antibiograma realizado através do líquor é importante para identificar o tipo de bactéria que está causando meningite porque existem antibióticos mais indicados para cada tipo de bactéria. Conheça outros exames necessários para o diagnóstico estão aqui.

Contágio da meningite bacteriana

O contágio da meningite bacteriana acontece através do contato com gotículas de saliva do indivíduo. Veja o que fazer para não pegar meningite bacteriana.

Por isso, o paciente com meningite deve utilizar uma máscara facial, vendida na farmácia, e evitar tossir, espirrar ou falar muito próximo de indivíduos saudáveis. No entanto, a prevenção da meningite bacteriana pode ser feita com a vacina para meningite, que deve ser tomada por crianças com 2, 4 e 6 meses de idade.

Além do contágio de uma pessoa para outra, a meningite pode ocorrer se o bebê for infectado por Streptococcus na hora do parto, uma bactéria que pode estar na vagina da mãe, mas que não causa sintomas. Veja como prevenir aqui.

Sequelas da meningite bacteriana

As sequelas da meningite bacteriana incluem:

  • Alterações cerebrais;
  • Surdez;
  • Paralisia motora;
  • Epilepsia;
  • Dificuldade na aprendizagem.

Normalmente, as sequelas de meningite bacteriana surgem quando o tratamento não é feito de forma adequada, especialmente em indivíduos com mais de 50 anos ou crianças. Conheça outras possíveis Sequelas da meningite.

Tratamento para meningite bacteriana

O tratamento para a meningite bacteriana deve ser feito no hospital com a injeção de antibióticos, mas a pessoa pode ficar internada em isolamento nas primeiras 24 horas após iniciar a toma dos antibióticos e pode voltar para casa após 14 ou 28 dias, quando ficar curada.

Remédios

Preferencialmente o médico deverá indicar antibióticos de acordo com a bactéria envolvida:

Bactéria causadoraMedicamento
Neisseria meningitidisPenicilina
G. Cristalina
ou Ampicilina
Streptococcus pneumoniaePenicilina
G. Cristalina
Haemophilus influenzaeCloranfenicol ou Ceftriaxone

Nas crianças o médico pode receitar Prednisona.

Os antibióticos podem começar a serem tomados logo que haja suspeita de meningite, e se os exames comprovarem que não se trata dessa doença, pode não ser necessário continuar este tipo de tratamento. Além dos remédios pode ser importante tomar soro pela veia. Se o médico não conseguir descobrir qual bactéria está causando meningite, ele pode indicar uma combinação de antibióticos como Penicilina G. Cristalina + Ampicilina ou Cloranfenicol ou Ceftriaxona, por exemplo.

Mais sobre este assunto: