Homocisteína

publicidade

A homocisteína é um aminoácido presente no plasma, por isso o exame de homocisteína avalia a quantidade deste aminoácido no sangue através da coleta de sangue.

Para que serve a homocisteína

A homocisteína serve para avaliar se o indivíduo apresenta um maior risco para desenvolver doenças cardiovasculares porque valores elevados de homocisteína estão relacionados com o aparecimento deste tipo de doenças, como aterosclerose, trombose venosa ou AVC.

Por outro lado, altos níveis de homocisteína plasmática no sangue também podem indicar carência nutricional de vitamina B12, B6 ou ácido fólico, por isso a homocisteína e alzheimer estão relacionados entre si porque o aumento da homocisteína faz com que ocorra um declínio mais acentuado das funções cognitivas.

Os valores normais de homocisteína sérica devem estar abaixo de 15 micromol/L, sendo que a homocistéina baixa é normal.

Homocisteína alta

A homocisteína alta é provocada pelo consumo excessivo de proteínas, principalmente da carne vermelha, e pode provocar lesões nas paredes dos vasos sanguíneos ou coagulação do sangue.

Em caso de homocisteína elevada, para reduzir os níveis de homocisteína o indivíduo deve fazer uma alimentação balanceada e rica em frutas, hortaliças e peixe, pois são ricos em vitamina B que ajuda a combater o excesso de homocisteína e a prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares.

Homocisteína alta na gravidez

A homocisteína alta na gravidez pode trazer problemas como:

  • Pré-eclâmpsia, que é uma complicação que causa hipertensão, perda de proteínas na urina e retenção de líquidos;
  • Aborto espontâneo;
  • Defeitos congênitos no tubo neural que é uma estrutura que dá origem ao cérebro e à medula espinal do bebê, podendo ocorrer espinha bífida que é o fechamento incompleto da coluna vertebral ou anencefalia que é a ausência de cérebro;
  • Alterações no crescimento fetal.

Ainda não se sabe como é que o aumento da homocisteína provoca estas complicações na gravidez, mas pensa-se que a homocisteína elevada provoque lesões no tecido placentário em formação.

Tratamento para homocisteína elevada

O tratamento para homocisteína elevada pode ser feito com a ingestão de vitamina B6 e B12 ou cobalamina, assim como suplementos de ácido fólico, vitamina B2 ou riboflavina, taurina ou betaína.

Além dos remédios, é muito importante o indivíduo:

  • Diminuir ou parar de fumar e de consumar álcool, café e chá;
  • Perder peso;
  • Aumentar a ingestão de frutas, legumes, vegetais de folhas verdes, cereais, banana, grão de bico, batata, frango, carne vermelha, ovos e produtos lácteos desnatados;
  • Fazer exercício físico regular.

Desta forma, a ingestão de alimentos ricos em proteínas, vitamina B6, vitamina B12 e ácido fólico, a perda de peso e a adoção de hábitos saudáveis são fundamentais no tratamento para homocisteína alta.

Links úteis:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 15/04/2014 Última data de atualização da página: 04/04/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.