Tratamento para Caxumba

publicidade

​O tratamento para caxumba deve ser orientado por um clinico geral e, normalmente, consiste em aliviar os sintomas do paciente, uma vez que não existem remédios capazes de eliminar o vírus que provoca a doença.

Geralmente, o sistema imune do paciente demora 1 a 2 semanas para curar a doença e durante esse período é importante:

  • Ficar de repouso na cama, evitando ir à escola ou trabalhar;
  • Beber muitos líquidos, como água, chá ou água de coco, evitando sucos de fruta;
  • Fazer gargarejos com água morna e sal;
  • Tomar remédios analgésicos, como Paracetamol ou Ibuprofeno, receitados pelo clínico geral;
  • Aplicar uma compressa morna sobre o inchaço;

Além disso, também é recomendado que o paciente evite o contato com indivíduos que ainda não tiveram a doença, pois, tal como a catapora, a caxumba é contagiosa.

Alimentação para caxumba

A alimentação para caxumba deve ser adaptada, dando preferência para alimentos moles e fáceis de mastigar, como creme de legumes, purê de batata ou arroz bem cozido, e evitar alimentos azedos, como acerola, iogurte natural, laranja ou kiwi, por exemplo.

Após as refeições, é ainda aconselhado que o paciente faça a higiene bucal para evitar desenvolver uma infecção bacteriana.

Sinais de melhora da caxumba

Os sinais de melhora da caxumba surgem cerca de 3 a 5 dias após o início dos sintomas e são diminuição das dores e do inchaço, sensação de bem-estar geral e redução da febre.

Sinais de piora da caxumba

Os sinais de piora da caxumba incluem dor na região íntima, vômitos, aumento da febre e dores de cabeça e, geralmente, surgem quando o paciente não faz o tratamento de forma adequada, podendo desenvolver complicações graves como infertilidade, meningite, pancreatite ou surdez.

Saiba quais são os sintomas de caxumba.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 07/08/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.