Tratamento natural para Síndrome do Pânico

O tratamento natural para a Síndrome do Pânico pode ser feito através de técnicas de relaxamento, atividade física, acupuntura, yoga e uso de ervas naturais através da aromaterapia e do consumo de chás.

Esta síndrome é caracterizada por alto nível de ansiedade e por ataques de pânico que surgem de repente, provocando sintomas como suor frio, palpitações cardíacas, tontura, formigamento e tremores no corpo. Os ataques costumam durar cerca de 10 minutos, mas podem ser evitados através de tratamentos naturais como mostrado a seguir.

Técnicas de relaxamento

As técnicas de relaxamento são utilizadas para acalmar o corpo e distrair a mente do ataque de pânico, podendo serem usadas diariamente ou durante os primeiros sinais de uma crise. Dentre as técnicas, estão:

Respiração lenta e profunda

Respirar lenta e profundamente ajuda a aliviar a falta de ar e a reduzir a frequência cardíaca, devendo seguir os seguintes passos:

  • Sentar com a coluna ereta ou ficar de pé com o corpo reto;
  • Fechar os olhos e colocar as mãos sobre a barriga;
  • Inspirar o ar contando até 5 lentamente, estufando a barriga para enchê-la com o ar;
  • Expirar o ar também contando até 5 lentamente, liberando o ar da barriga e contraindo os músculos desta região.

Deve-se repetir esse processo por 10 vezes ou durante de 5 minutos.

Imaginar um lugar seguro

Para utilizar esta técnica de visualização, deve-se pensar em um local real que transmita paz e segurança ou criar um ambiente imaginário, pensando em todos os detalhes que ajudam a trazer tranquilidade.

Assim, é importante pensar e descrever detalhes como a sensação da brisa no corpo, o cheiro do mar, o barulho de uma cachoeira, a maciez de um tapete ou de um sofá, o canto dos pássaros e a cor do céu. Quanto mais detalhes, mais segurança a mente vai sentir, facilitando a melhoria dos sintomas da crise de pânico.

Tratamento natural para Síndrome do Pânico

Yoga

O yoga é uma prática que une alongamentos, controle da respiração e fortalecimento da musculatura. A prática regular de yoga alivia o estresse e a ansiedade, ajudando a prevenir os ataques de pânico.

Além disso, as posturas aprendidas e as técnicas de controle da respiração ajudam a aliviar a tensão do corpo no momento de uma crise, regulando a respiração, os batimentos cardíacos e ajudando a mente a sair do foco de medo e pavor.

Aromaterapia

A aromaterapia utiliza óleos essenciais de plantas que estimulam diferentes áreas do cérebro e reduzem a ansiedade, podendo ser usada através de óleos de massagens, durante o banho ou através de um difusor que libera o aroma no quarto.

Para tratar a síndrome do pânico, os óleos mais indicados são o óleo essencial de cedro, lavanda, manjericão e de Ylang Ylang, que têm propriedades calmantes e antidepressivas, ajudando a regular os batimentos cardíacos e a relaxar os músculos. Veja como utilizar os óleos em: Aromaterapia para ansiedade.

Pilates

O pilates é um exercício que trabalha todas as regiões do corpo, ajudando a fortalecer músculos e tendões e a regular a respiração.

Essa técnica alivia a ansiedade principalmente devido ao controle da respiração, e ajuda a combater os sintomas da síndrome do pânico por aumentar a coordenação motora e a consciência corporal, facilitando a superação do medo durante uma crise.

Acupuntura

A acupuntura é uma terapia de origem chinesa que ajuda a regular as energias corporais e a acalmar a mente, reduzindo o estresse, a ansiedade e tensões e dores musculares.

A frequência e o tipo de técnica utilizada na acupuntura varia de acordo com os sintomas apresentados pelo paciente, mas normalmente são utilizadas sessões semanais no início do tratamento, que podem ser espaçadas a medida que a ansiedade eos ataques de pânico diminuem.

Atividade Física

Os exercícios físicos, principalmente as atividades aeróbicas como bicicleta e caminhada, ajudam a liberar a tensão do corpo e o estresse, estando diretamente relacionados com a prevenção de ataques de pânico.

Assim, para reduzir a ansiedade deve-se praticar atividades como natação, caminhada, bicicleta ou outros esportes que tragam prazer pelo menos 3 vezes por semana, sendo também importante fazer uma alimentação saudável e dormir pelo menos 7 horas por dia.

Chás calmantes

Algumas plantas trazem propriedades calmantes e podem ser consumidas na forma de chá, ajudando a diminuir a ansiedade. Assim, para controlar e prevenir as crises de pânico, pode-se usar plantas como valeriana, camomila, passiflora, erva-cidreira e Gotu Kola. Veja como usar estas plantas e outros calmantes naturais aqui.

Porém, em casos mais graves pode ser necessário fazer tratamento com um psiquiatra em sessões de terapia comportamental e psicoterapia, assim como pode ser necessária a toma de alguns remédios como Alprazolam ou Paroxetina. Veja que remédios podem ser usados em Remédios Para Tratar a Síndrome do Pânico.

Além disso, para superar rapidamente uma crise, veja o que fazer durante um ataque de pânico.

Mais sobre este assunto: