Reumatismo no Sangue

publicidade

A febre reumática, popularmente chamada de reumatismo no sangue, é uma doença causada por uma reação autoimune após infecções causadas por bactérias. Ela gera sintomas como a inflamação nas articulações, afetando o sistema nervoso e até mesmo nas válvulas cardíacas, o que prejudica o funcionamento do coração.

Causas do reumatismo no sangue

A provável causa do reumatismo no sangue é uma infecção de garganta causada pelas bactérias Estreptococcos Beta-hemolíticas que não foi prontamente tratada.

O quadro inicial é uma infecção na garganta, o corpo cria anticorpos para combater a bactéria que causa a infecção e, não se sabe bem o porquê, estes anticorpos acabam combatendo a bactéria e as articulações sadias do corpo.

Alguns pesquisadores afirmam que elas possuem uma carga genética muito parecida e, por isso, os anticorpos se confundem.

Sintomas de reumatismo no sangue

O principal sintoma de reumatismo no sangue é a presença de inflamação numa articulação, que dura 2 ou 3 dias, cura-se sozinha e, depois, surge em outra articulação e assim sucessivamente.

Dependendo do comprometimento cardíaco pode haver cansaço e taquicardia. Já se houver comprometimento cerebral, pode haver alteração comportamental, como choros e birras, e alterações motoras, como  movimentos involuntários.

Ela é mais comum em crianças entre 5 e 15 anos de idade.

Tratamento para reumatismo no sangue

O tratamento preconizado para evitar o reumatismo no sangue é feito com antibióticos, como a Penicilina, por exemplo. Se houver comprometimento cardíaco, pode ser necessário tomar Cortisona. Drogas anti-inflamatórias e analgésicas podem ser utilizadas para combater os sinais de inflamação articular.

Se a febre reumática não for devidamente tratada, ela poderá levar à morte.

Link útil:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 21/04/2014 Última data de atualização da página: 24/02/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.