Retardo mental

publicidade

O retardo mental é uma condição, geralmente irreversível, caracterizada por uma capacidade intelectual inferior à normal com dificuldades de aprendizado e de adaptação social, que normalmente está presente desde o nascimento ou que se manifesta nos primeiros anos da infância.

Na maioria dos casos, a causa do retardo mental é desconhecida, mas várias condições durante a gravidez podem causar ou contribuir para o retardo mental da criança, como o uso de certas drogas, o consumo excessivo de álcool, a radioterapia e a má nutrição. As dificuldades associadas ao parto prematuro, o traumatismo crânio-encefálico ou a concentração muito baixa de oxigênio durante o parto também podem causar retardo mental.

Anomalias cromossômicas, como na síndrome de Down, são causas comuns de retardo mental, porém esse quadro pode ser consequência de outros distúrbio hereditários que podem ser corrigidos antes que o retardo mental ocorra, como no caso da fenilcetonúria ou do cretinismo.

Existem vários graus de retardo mental que podem ser auferidos através de teste de quociente de inteligência (QI). Crianças com um QI de 69 a 84 apresentam dificuldade de aprendizagem, mas não são consideradas como mentalmente retardadas, mas aquelas com um retardo mental leve, que apresentam QI de 52 a 68, embora apresentem dificuldade de leitura, podem aprender as habilidades educacionais básicas necessárias no dia a dia.

As crianças com um retardo mental moderado apresentam QI de 36 a 51, uma criança com um retardo mental grave tem um QI de 20 a 35. Um QI de 19 ou menos determina um retardo mental profundo.

A expectativa de vida da crianças com retardo mental pode ser mais curta e parece que quanto mais grave o retardo mental, menor a expectativa de vida.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade