Entenda o que é e como tratar a Erisipela

A erisipela é uma doença de pele infecciosa que provoca feridas vermelhas, inflamadas e dolorosas na pele, especialmente nas pernas, rosto ou braços e que pode aparecer em todo o corpo. Esta doença é mais frequente em mulheres com mais de 50 anos de idade, obesas ou diabéticas e é causada por uma bactéria chamada Streptcoccus pyogenes, que também pode causar uma forma mais grave da doença chamada erisipela bolhosa, que provoca feridas mais profundas na pele com bolhas com líquido transparente, amarelo ou marrom.

A erisipela quando tratada desde cedo pode ser curada em 7 a 30 dias e o tratamento é feito com antibióticos e deve ser indicado e orientado por um dermatologista. Além disso, em alguns casos esta doença pode voltar a surgir ou pode mesmo ser crônica, ficando por toda a vida.

Erisipela no rostoErisipela no rosto
Erisipela bolhasaErisipela bolhasa

Tratamento para erisipela

O tratamento da erisipela é feito com antibióticos, como Penicilina, Amoxicilina ou Ciprofloxacino, que devem ser tomados durante cerca de 14 dias de acordo com as indicações dadas pelo dermatologista. Veja como pode fazer um excelente Tratamento caseiro para ajudar a tratar os sintomas desta doença em Tratamento da erisipela.

Além disso, para uma melhor recuperação é também recomendado repousar e elevar o membro afetado, caso a doença surja nas pernas ou braços, e aplicar compressas frias molhadas em infusão preparada com chá de zimbro sobre as regiões a tratar. Veja como pode preparar este remédio caseiro em ​Remédio caseiro para erisipela

Caso o problema seja erisipela bolhosa, nestes casos além do tratamento com antibióticos pode também ser necessária a utilização de cremes para passar na pele afetada e melhorar os sintomas, que geralmente têm ácido fusídico ou sulfadiazina de prata em sua composição.

Sintomas e diagnóstico da Erisipela

Os principais sintomas de erisipela geralmente incluem:

  • Feridas vermelhas na pele, inflamadas e com dor;
  • Pequenas bolhas na pele.
  • Febre;
  • Náuseas e vômito;
  • Calafrios.

O diagnóstico da erisipela é feito pelo dermatologista através da observação dos sintomas da doença, não havendo geralmente a necessidade de realizar outros exames específicos. Assim que os primeiros sintomas surgem é importante ir o médico, para que a doença possa começar a ser rapidamente tratada para evitar complicações como linfedema ou elefantíase.

Erisipela é contagiosa?

A erisipela não passa de pessoa para pessoa e só acontece quando um ferimento, como micose de pé ou picada de inseto entra em contato com a bactéria causadora da doença, Streptcoccus pyogenes, que pode estar em qualquer local.

Mais sobre este assunto: