Conheça os principais sintomas e como curar o câncer de próstata

O câncer de próstata, em geral, cresce muito lentamente e grande parte das vezes não produz sintomas na fase inicial, porém, pode-se manifestar através de dificuldade em urinar ou urina escura, por exemplo, que é comum a outros problemas como hiperplasia benigna da próstata.

Geralmente, o tratamento pode ser feito com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia, dependendo do estadiamento da doença, que quando é descoberta ainda na fase inicial, tem maiores chances de cura.

Este tipo de câncer é mais comum a partir dos 65 anos de idade e é diagnosticado através de exames específicos como toque retal, exame de sangue ao PSA e confirmado através de biópsia que é indicada pelo proctologista.

Localização da próstataLocalização da próstata

Sintomas do câncer de próstata

Em muitos casos o câncer de próstata não manifesta sintomas na fase inicial, porém na fase mais avançada a doença pode manifestar-se através de sinais como:

  • Dificuldade em urinar, muitas vezes com jato fraco ou em gotas;
  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Vontade frequente de urinar, acordando de noite para urinar;
  • Sensação de que a bexiga ainda está cheia, mesmo após urinar;
  • Urina escura devido à presença de sangue;
  • Dor ao ejacular e sêmen escurecido.

Quando o câncer já se encontra numa fase avançada pode surgir infecções e dor nos ossos e, em alguns casos estes sintomas são comuns à infecção benigna da próstata, o que pode dificultar o diagnóstico da doença.

Câncer de próstata tem cura

O câncer de próstata tem cura e esta pode ser alcançada através de cirurgia, quimioterapia ou radioterapia, podendo o tratamento ser feito gratuitamente em hospitais como o INCA.

Na maioria dos casos, há maiores chances de cura quando a doença é diagnosticada ainda no início e, normalmente o tratamento pode incluir:

  • Cirurgia: é feita a remoção da próstata e em alguns casos das ínguas da virilha;
  • Radioterapia: geralmente ela é usada quando o tumor ainda não atingiu outros órgãos ou atingiu apenas os órgãos mais próximos;
  • Quimioterapia: o tratamento é feito com a remédios na veia ou através de comprimidos.

Em muitos casos, estes tratamentos podem provocar efeitos colaterais como incontinência urinária, impotência e impossibilidade de ter filhos, mas se não fizer tratamento a doença pode espalhar-se pelo corpo, sendo potencialmente fatal.

Em alguns casos, o câncer de próstata somente é diagnosticado quando ele se dissemina para outras regiões do corpo, o que diminui a possibilidade de cura da doença.

Diagnóstico do câncer de próstata

O diagnóstico do câncer de próstata é feito através do exame de sangue de PSA e do toque retal, solicitados pelo urologista.

Se durante o toque retal o médico palpar um nódulo, a próstata deve ser mais investigada através de uma ultrassonografia, biópsia guiada por ultrassonografia e exames de urina. Veja como é o preparo para cada exame à próstata.

Estadiamento do câncer de próstata

Uma vez confirmada a existência de câncer de próstata é fundamental identificar o estadiamento do câncer segundo a sua evolução para orientar o tratamento, sendo que:

  • Estágio A - Tumor que não é visível nem palpável ao toque;
  • Estágio B - Tumor dentro da próstata que é palpável ao toque e visível em exames de imagem
  • Estágio C - Tumor que atingiu as vesículas seminais, que se encontram próximo da próstata;
  • Estágio D - Tumor que já atingiu outros órgãos e já existem metástases, podendo afetar a uretra, o reto, a bexiga, por exemplo.
Câncer com metastasesCâncer com metastases

O grau do câncer permite definir o melhor tratamento e perceber se existe cura para a doença.

Causas do câncer de próstata

Não existe uma causa específica para o desenvolvimento do câncer de próstata, mas alguns fatores que podem aumentar o risco da doença são a alimentação rica em gorduras, disfunção hormonal e o ambiente poluído e uso de fertilizantes estão sob suspeita.

Como prevenir o câncer de próstata

Para evitar o câncer de próstata é necessário evitar a exposição a fatores como poluição, fertilizantes e substâncias químicas.

Além disso, para detectar precocemente a doença é indicado que todos os homens com mais de 50 anos de idade façam pelo menos 1 vez ao ano o exame de toque retal e o exame de sangue de PSA, pois quanto antes o câncer de próstata for diagnosticado, maiores são as suas possibilidades de cura, principalmente quando têm um familiar com cancro da próstata têm uma maior probabilidade de sofrer desta doença.

Mais sobre este assunto: