Câncer de estômago

PUBLICIDADE

O câncer de estômago é um tumor maligno que pode afetar qualquer parte do estômago e, geralmente é iniciado por uma úlcera, que gera sintomas como azia, dor no estômago, perda do apetite e emagrecimento, por exemplo.

O seu diagnóstico pode ser feito através de uma endoscopia com biopsia e exames de sangue indicados pelo gastrenterologista e, o tratamento pode incluir radioterapia, quimioterapia e em alguns casos, cirurgia para remover parte do estômago.

Na maioria dos casos não há sintomas na fase inicial do câncer, sendo muitas vezes diagnosticado apenas quando o tumor já tem metástases.

Sintomas de câncer no estômago

O câncer do estômago pode provocar os seguintes sintomas:

Estes sintomas podem ser comuns a outros problemas de saúde, como um vírus no estômago ou úlcera e, só o médico pode fazer o diagnóstico correto e confirmar a doença, através de exames, como ressonância magnética e endoscopia com biópsia.

Causas de câncer de estômago

As causas do câncer de estômago podem estar relacionadas com:

  • Infecção no estômago causada pela bactéria Helicobacter Pylori;
  • ​Comer muitos alimentos em conserva por secagem, fumeiro, salga ou vinagre;
  • Motivos genéticos ou devido a uma úlcera mal cuidada ou gastrite crônica;
  • Pessoas que fizeram cirurgia ao estômago;
  • Pacientes com anemia perniciosa, acloridria ou atrofia gástrica.

Além disso, a doença é mais comum em pessoas com mais de 55 anos e afeta mais os homens.

Diagnóstico de câncer no estômago

O diagnóstico deve ser feito por um gastrenterologista e, geralmente é realizado exames de sangue e endoscopia com biopsia. Além disso, pode-se fazer TAC, ecografia e raio x, para confirmar o diagnóstico.

Tratamento para câncer de estômago

O tratamento do câncer de estômago é tratado da mesma forma que os outros tipos de câncer, ou seja, com radioterapia, quimioterapia, e em alguns casos a cirurgia para remover parte do estômago ou a todo, de acordo com a gravidade e, depende do tamanho, da localização e do estado geral da pessoa.

O câncer de estômago tem cura, porém tem maiores chances de cura quando é diagnosticado ainda no início da doença e é devidamente tratado. Apesar disso, em alguns casos, existe sempre a possibilidade de metástase para o fígado, pâncreas e outras regiões do corpo próximas.

Para evitar o agravamento do câncer de estômago, deve-se adotar um estilo de vida saudável, optando por uma alimentação rica em vegetais, comer frutas em todas as refeições, não fumar, não consumir exageradamente bebidas alcoólicas e diminuir ao máximo o consumo de alimentos em conserva e enchidos como salsichas, presunto, salgados e bacon. Saiba mais em: Tratamento para câncer do estômago. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE