Entenda o que é a Impotência Sexual

A impotência sexual, também conhecida como disfunção erétil, é a incapacidade e dificuldade em ter ou em manter uma ereção do pênis que permita ter um contato intimo. Assim, o homem pode ter um problema quando esta dificuldade acontece em pelo menos 50% das tentativas para ter contato sexual, e o que pode acontecer é que a ereção não é suficientemente rígida para que possa haver penetração. Este problema pode ser tratado através da utilização de medicamentos como Viagra ou Cialis ou usando chás prepardos com plantas medicinais. Veja que remédios podem ser usados em Remédios para Impotência Sexual

A impotência sexual afeta na sua maioria homens entre os 50 e os 80 anos, e além de prejudicar a saúde sexual e íntima do homem, pode também trazer outros problemas psicológicos como a depressão, contribuindo por isso para uma diminuição da qualidade de vida.

Entenda o que é a Impotência Sexual

Principais Causas

Algumas das causas mais comuns que levam a problemas de disfunção erétil incluem:

  • Uso de drogas;
  • Alcoolismo;
  • Obesidade;
  • Uso excessivo de certos medicamentos como anti-hipertensivos, antidepressivos e antipsicóticos por exemplo;
  • Problemas psicológicos como depressão, traumas, medo, insatisfação ou diminuição da líbido;
  • Doenças crônicas, como insuficiência renal ou diabetes, por exemplo;
  • Fibrose, cistos, tumores ou doenças no pênis;
  • Doenças hormonais que causam queda da testosterona ou problemas endócrinos;
  • Doenças neurológicas como lesões na medula, esclerose múltipla, tumor cerebral, Alzheimer e Parkinson;
  • Doenças vasculares como hipertensão arterial e aterosclerose.

Além disso, o tabagismo é outra das principais causas da impotência sexual, pois o cigarro reduz o fluxo de sangue no órgão sexual, podendo dificultar a ereção ou impedi-la completamente.

Sintomas

Alguns dos principais sintomas da impotência sexual incluem:

  • Dificuldade para conseguir ou para manter uma ereção;
  • Ereção menos rígida e mais flácida;
  • Redução do tamanho do órgão sexual;
  • Mais tempo para atingir a ereção;
  • Dificuldade em manter contato íntimo em algumas posições sexuais;
  • Maior esforço e concentração para manter a ereção;
  • Diminuição dos pelos no corpo;
  • Diminuição do número de ereções espontâneas ao acordar;
  • Ejaculação mais rápida que o habitual;
  • Alterações ou deformação no órgão genital;
  • Doença vascular periférica que dificulta a passagem de sangue para os membros inferiores do corpo, como pernas, pés e órgão sexual.

Diagnóstico

Para fazer o diagnóstico da disfunção erétil, o médico irá fazer um registo detalhado de todas as dificuldades sentidas durante o contato íntimo, além de se informar sobre outras possíveis causas como depressão ou uso de drogas por exemplo, que possam estar na origem do problema. Além disso, o médico faz também um exame físico em busca de deformidades no órgão genital, doenças na próstata, sinais de hipogonadismo ou sinais de doenças cardiovasculares ou de problemas neurológicos.

Quando necessário, o médico pode também pedir a realização de exames de laboratório para avaliar os níveis dos lípidos, açúcares e do hormônio testosterona no organismo, pois esses valores podem ajudar a identificar o possível problema.

Tratamento

A impotência sexual pode ser tratada de diferentes formas, pois o seu tratamento depende da sua causa. Assim, algumas das opções de tratamento que existem são:

  • Uso de remédios como Sildenafil (Viagra), Tadalafil (Cialis) ou Vardenafil (Levitra), Apomorfina, Blemelanotida ou Alprostadil que ajudam na ereção.
  • Terapia de reposição com hormônios em cápsulas, adesivos ou injeções que aumentam os níveis de testosterona e facilitam a testosterona;
  • Uso de aparelhos de vácuo que favorecem a ereção e são especialmente aconselhados para homens que não podem fazer o tratamento com remédios;
  • Cirurgia para implantação de próteses penianas que são usadas apenas em último recurso apenas quando todos os restantes tratamentos não tiveram sucesso.

Além dos tratamentos referidos, o aconselhamento com um psicologo ou psiquiatra e a terapia de casal são também muito importantes, pois ajudam tratar outros problemas, medos e inseguranças que possam existir e que estejam também contribuindo para o problema. A psicoterapia também é indicada nestes casos para ajudar a tratar o estresse, ansiedade e a depressão.

Os rememédios caseiros também são uma excelente opção para quem sofre com este problema, que podem ser facilmente preparados em casa com ingredientes naturais. Veja como preparar um chá de alecrim, com chapéu de couro e catuaba ou um xarope caseiro com mel, guaraná e ginseng para tratar a impotência sexual.