Como tratar a artrite séptica

A artrite séptica consiste na infecção de uma articulação por vírus ou bactérias após uma cirurgia ou devido a infecções em outros locais do corpo, como infecção urinária ou feridas na pele, que se espalham pelo sangue até as articulações, especialmente quando o sistema imune se encontra enfraquecido.

Geralmente, os locais mais afetados são as articulações dos joelhos e do quadril, principalmente em idosos que fizeram cirurgia para colocar próteses, por exemplo.

A artrite séptica tem cura e o seu tratamento deve ser iniciado no hospital com o uso de antibióticos diretamente na veia, assim como drenagem da articulação com agulha. Após isso, o tratamento deve ser continuar com a fisioterapia para recuperar os movimentos da articulação e evitar o surgimento de dor.

Tratamento médico para artrite séptica

O tratamento para artrite séptica é iniciado em internamento no hospital para permitir a injeção de antibióticos diretamente na veia e combater mais rapidamente as bactérias que estão causando o problema, controlando os sintomas.

Normalmente, o internamento dura cerca de 2 semanas e, nesse tempo, além dos antibióticos, o ortopedista pode ainda utilizar uma agulha para retirar o excesso de pus da articulação, permitindo aliviar a dor e diminuir o inchaço da articulação.

Fisioterapia para artrite séptica

Ao longo do tratamento, conforme o inchaço da articulação vai diminuindo e a dor desaparecendo, o médico pode indicar um fisioterapeuta para iniciar exercícios para recuperar os movimentos do membro afetado e acelerar o tratamento. Estes exercícios devem ser mantidos mesmo após a alta do hospital, por mais 4 a 6 semanas, de acordo com a indicação do fisioterapeuta, em uma clínica de fisioterapia.

Sintomas da artrite séptica

Os principais sintomas da artrite séptica incluem:

  • Dor intensa ao movimentar o membro afetado;
  • Dificuldade para movimentar a articulação afetada;
  • Inchaço e vermelhidão na articulação;
  • Febre acima de 38º C.

Os sintomas de artrite séptica são mais frequentes em crianças e idosos com feridas infectadas nas regiões próximas de articulações. Além disso, a artrite séptica também é mais comum em pacientes com doenças autoimunes ou com condições pré-existentes como diabetes ou câncer.

Conheça outros sinais de artrite séptica em: Sintomas da artrite séptica.

Diagnóstico da artrite séptica

O diagnóstico da artrite séptica normalmente é feito com a colheita de uma amostra do líquido da articulação através de uma agulha que depois é analisado no laboratório para identificar os micro-organismos que estão provocando a infecção.

Além disso, o médico também pode pedir outros exames de diagnóstico, como raio X ou exames de sangue, pois ajudam a observar os danos provocados nas estruturas da articulação e a avaliar o sucesso do tratamento.

Mais sobre este assunto: